foto user
André Farinha
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/Viking Religion
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/Viking Religion
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
É impossível...
É impossivel para alguém apaixonado por fotografia como eu, conseguir dormir durante os longos meses de Verão aqui na Islândia.

Trocar a "noite" pelo "dia" e vaguear na rua quando toda a gente está com a cabeça debaixo dos lençóis para bloquear a luz solar, acaba por ser um desafio, o meu desafio pessoal de me superar a cada fotografia, procurar por novas perspectivas de encarar o mundo, ir um pouco mais além, mas acima de tudo... acima de tudo o desafio de ser ainda mais feliz!
Para mim é impossivél fechar os olhos sabendo que lá fora está aquela luz pela qual nós, fotógrafos de paisagem, corremos atrás diáriamente.
e este dia não foi óbviamente excepção!
Era uma quarta-feira e adivinhava-se uma noite longa, de pouco vento e com poucas nuvens baixas, ideal para captar aquelas cores do céu que nos fazem escorrer saliva boca fora.

Depois de uma rápida pesquisa vi que a Golden Hour iria começar por volta das 00:15, calculei o tempo de viagem até ao ponto pretendido e lá resolvi sair da capital Islandesa por volta das 21:30, dando tempo para a viagem e ainda procurar por algumas perspectivas diferentes de alguns dos locais por onde iria andar.
Este ponto icónico, Buðakirkja, não estava nos meus planos da fotografia porque não estava a contar que esta luz maravilhosa conseguisse prelongar-se por tanto tempo.
É estranho mas aqui em cima, perto do Pólo Norte, a luz tem uma maneira peculiar de se exprimir, comporta-se de forma diferente, possivelmente devido à menor espessura da atmosfera terrestre, talvez por as nuvens baixas/médias/altas terem parâmetros de condensação a alturas completamente distintas quando comparadas com as zonas perto dos trópicos.
Para mim, enquanto ex-meteorologista, é engraçado ver estes fenómenos acontecerem de maneira tão distinta e de dificil compreensão por estar tão habituado a um certo tipo de comportamentos atmosféricos.

Como dizia, nada tinha planeado para esta localização mas a luz era tão espetacular que não consegui evitar não passar por lá.
No fundo eram ainda eram 4 da manhã e não tinha hora prevista para dormir por isso, porque não... certo?

Um ótimo fim de semana e não se esqueçam de seguir a luz!
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark IV
Exposição: 1/80
Abertura: f/2.8
ISO: 100
Distância Focal: 14.0 mm
Software: Adobe Photoshop 23.1 (Windows)
favorita de 18
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
Viking Religion
É impossível...
É impossivel para alguém apaixonado por fotografia como eu, conseguir dormir durante os longos meses de Verão aqui na Islândia.

Trocar a "noite" pelo "dia" e vaguear na rua quando toda a gente está com a cabeça debaixo dos lençóis para bloquear a luz solar, acaba por ser um desafio, o meu desafio pessoal de me superar a cada fotografia, procurar por novas perspectivas de encarar o mundo, ir um pouco mais além, mas acima de tudo... acima de tudo o desafio de ser ainda mais feliz!
Para mim é impossivél fechar os olhos sabendo que lá fora está aquela luz pela qual nós, fotógrafos de paisagem, corremos atrás diáriamente.
e este dia não foi óbviamente excepção!
Era uma quarta-feira e adivinhava-se uma noite longa, de pouco vento e com poucas nuvens baixas, ideal para captar aquelas cores do céu que nos fazem escorrer saliva boca fora.

Depois de uma rápida pesquisa vi que a Golden Hour iria começar por volta das 00:15, calculei o tempo de viagem até ao ponto pretendido e lá resolvi sair da capital Islandesa por volta das 21:30, dando tempo para a viagem e ainda procurar por algumas perspectivas diferentes de alguns dos locais por onde iria andar.
Este ponto icónico, Buðakirkja, não estava nos meus planos da fotografia porque não estava a contar que esta luz maravilhosa conseguisse prelongar-se por tanto tempo.
É estranho mas aqui em cima, perto do Pólo Norte, a luz tem uma maneira peculiar de se exprimir, comporta-se de forma diferente, possivelmente devido à menor espessura da atmosfera terrestre, talvez por as nuvens baixas/médias/altas terem parâmetros de condensação a alturas completamente distintas quando comparadas com as zonas perto dos trópicos.
Para mim, enquanto ex-meteorologista, é engraçado ver estes fenómenos acontecerem de maneira tão distinta e de dificil compreensão por estar tão habituado a um certo tipo de comportamentos atmosféricos.

Como dizia, nada tinha planeado para esta localização mas a luz era tão espetacular que não consegui evitar não passar por lá.
No fundo eram ainda eram 4 da manhã e não tinha hora prevista para dormir por isso, porque não... certo?

Um ótimo fim de semana e não se esqueçam de seguir a luz!
Tag’s: europa,islândia,viajar,igreja,vikings,cemitério,luz dourada,golden hour,campos,entrada,nuvens,cores,passaros,manhã,preto,black and white,igreja preta,black church,Iceland,descobrir,explorar,muro,horizontal,panorama,natureza,paisagem,madrugada,beira-mar,paises nórdicos,polo norte,artico,mae natureza,fotografia de paisagem,fotografia de natural,natural,luz,sol,brilho,religião,estrada,conduzir,sol da meia noite,midnight sun,sun,midnight,verão,summer,summertime,reykjavik,snaefellsnes,budakirkja,snaefellsnes peninsula
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 5D Mark IV
Exposição: 1/80
Abertura: f/2.8
ISO: 100
Distância Focal: 14.0 mm
Software: Adobe Photoshop 23.1 (Windows)

favorita de (18)