foto user
Luís F Q S Couto - SuperPluto
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/#SILHUETANOPORTO P&B
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/#SILHUETANOPORTO P&B
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
SILHUETANOPORTO

Álvaro de Campos
DOBRADA À MODA DO PORTO

Um dia, num restaurante, fora do espaço e do tempo,

Serviram-me o amor como dobrada fria.

Disse delicadamente ao missionário da cozinha

Que a preferia quente,

Que a dobrada (e era à moda do Porto) nunca se come fria.

Impacientaram-se comigo.

Nunca se pode ter razão, nem num restaurante.

Não comi, não pedi outra coisa, paguei a conta,

E vim passear para toda a rua.

Quem sabe o que isto quer dizer?

Eu não sei, e foi comigo...

(Sei muito bem que na infância de toda a gente houve um jardim,

Particular ou público, ou do vizinho.

Sei muito bem que brincarmos era o dono dele.

E que a tristeza é de hoje).

Sei isso muitas vezes,

Mas, se eu pedi amor, porque é que me trouxeram

Dobrada à moda do Porto fria?

Não é prato que se possa comer frio,

Mas trouxeram-mo frio.

Não me queixei, mas estava frio,

Nunca se pode comer frio, mas veio frio.
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D5100
Exposição: 1/1000 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/8
ISO: 100
Dist.Focal: 105mm
Dist.Focal (35mm): 157 mm
Software: Windows Photo Editor 10.0.10011.16384

favorita de 13
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
#SILHUETANOPORTO P&B
SILHUETANOPORTO

Álvaro de Campos
DOBRADA À MODA DO PORTO

Um dia, num restaurante, fora do espaço e do tempo,

Serviram-me o amor como dobrada fria.

Disse delicadamente ao missionário da cozinha

Que a preferia quente,

Que a dobrada (e era à moda do Porto) nunca se come fria.

Impacientaram-se comigo.

Nunca se pode ter razão, nem num restaurante.

Não comi, não pedi outra coisa, paguei a conta,

E vim passear para toda a rua.

Quem sabe o que isto quer dizer?

Eu não sei, e foi comigo...

(Sei muito bem que na infância de toda a gente houve um jardim,

Particular ou público, ou do vizinho.

Sei muito bem que brincarmos era o dono dele.

E que a tristeza é de hoje).

Sei isso muitas vezes,

Mas, se eu pedi amor, porque é que me trouxeram

Dobrada à moda do Porto fria?

Não é prato que se possa comer frio,

Mas trouxeram-mo frio.

Não me queixei, mas estava frio,

Nunca se pode comer frio, mas veio frio.
Tag’s: SILHUETANOPORTO,fotos de 2020,margem do rio,preto e branco
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D5100
Exposição: 1/1000 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/8
ISO: 100
Dist.Focal: 105mm
Dist.Focal (35mm): 157 mm
Software: Windows Photo Editor 10.0.10011.16384


favorita de (13)