foto user
Adriano Albuquerque
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Animais/Saira Sete Cores.
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Animais/Saira Sete Cores.
voltar lista nav-leftnav-right

Saira Sete Cores.

fotografias > 

Animais

2016-05-31 01:59:41
comentários (69) galardões descrição exif favorita de (105)
descrição
Foto tirada na Praia da Farinha, Nucleo Picinguaba, Parque Estadual da Serra do Mar. Ubatuba-Sao Paulo, Brazil.

Saíra Sete Cores

Nome Inglês: Green-headed Tanager

Nome científico: Tangara seledon

Família: Thraupidae

Habitat: Podemos encontrá-los com bastante frquência, do estado da Bahia até ao Rio Grande do Sul, principalmente próximo ao litoral.

Alimentação: Frugívoro, porém em época de escassez de frutos come também insetos, gosta dos frutos de palmeiras, goiaba, mamão, ameixa e caju.

Reprodução: Faz um ninho tipo tigela, atinge a maturidade sexual por volta de um ano de idade, geralmente põe de 2 a 4 ovos, com 3 ninhadas por estação, o período de incubação gira em torno de 16 dias.

Estado de Conservação: A espécie encontra-se estável, porém com o habitat em constante destruição.


Comentários

Saíra-sete-cores, mede cerca de 13 cm de comprimento e possui a plumagem muito colorida, cabeça e peito azuis-piscina, faixa preta na parte frontal da garganta, nuca amarelo-alaranjado barriga e cauda esverdeados, cauda com faixas negras, dorso negro com asas intercalando as cores verde, azul e preta. Muito comum no sudeste brasileiro, ocorrendo da Bahia e Minas Gerais ao Rio Grande do Sul, habita todos os estratos da floresta atlântica e nas matas baixas do litoral, onde é muito frequente. Frutívoro, aprecia os frutos de palmeiras, goiaba, mamão e caju, alimenta-se eventualmente também de insetos. Atinge a maturidade sexual aos 12 meses, faz um ninho tipo tigela rasa construído nos galhos de árvores, onde põe geralmente de 2 a 4 ovos, tendo de 2 a 3 ninhadas por estação, os filhotes nascem após 15 dias de incubação. A destruição do habitat e caça para o tráfico de animais silvestres, fazem com que esta espécie já se encontre em processo de extinção em algumas regiões.
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS REBEL T5i
Exposição: 1/60 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 100
Dist.Focal: 300mm
Dist.Focal (35mm):
Software:

favorita de 105
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
Saira Sete Cores.
Foto tirada na Praia da Farinha, Nucleo Picinguaba, Parque Estadual da Serra do Mar. Ubatuba-Sao Paulo, Brazil.

Saíra Sete Cores

Nome Inglês: Green-headed Tanager

Nome científico: Tangara seledon

Família: Thraupidae

Habitat: Podemos encontrá-los com bastante frquência, do estado da Bahia até ao Rio Grande do Sul, principalmente próximo ao litoral.

Alimentação: Frugívoro, porém em época de escassez de frutos come também insetos, gosta dos frutos de palmeiras, goiaba, mamão, ameixa e caju.

Reprodução: Faz um ninho tipo tigela, atinge a maturidade sexual por volta de um ano de idade, geralmente põe de 2 a 4 ovos, com 3 ninhadas por estação, o período de incubação gira em torno de 16 dias.

Estado de Conservação: A espécie encontra-se estável, porém com o habitat em constante destruição.


Comentários

Saíra-sete-cores, mede cerca de 13 cm de comprimento e possui a plumagem muito colorida, cabeça e peito azuis-piscina, faixa preta na parte frontal da garganta, nuca amarelo-alaranjado barriga e cauda esverdeados, cauda com faixas negras, dorso negro com asas intercalando as cores verde, azul e preta. Muito comum no sudeste brasileiro, ocorrendo da Bahia e Minas Gerais ao Rio Grande do Sul, habita todos os estratos da floresta atlântica e nas matas baixas do litoral, onde é muito frequente. Frutívoro, aprecia os frutos de palmeiras, goiaba, mamão e caju, alimenta-se eventualmente também de insetos. Atinge a maturidade sexual aos 12 meses, faz um ninho tipo tigela rasa construído nos galhos de árvores, onde põe geralmente de 2 a 4 ovos, tendo de 2 a 3 ninhadas por estação, os filhotes nascem após 15 dias de incubação. A destruição do habitat e caça para o tráfico de animais silvestres, fazem com que esta espécie já se encontre em processo de extinção em algumas regiões.
comentários
galardões
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS REBEL T5i
Exposição: 1/60 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 100
Dist.Focal: 300mm
Dist.Focal (35mm):
Software:


favorita de (105)