foto user
Sara
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/ Resta-me um OBRIGADA...(Càm on ban...)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/ Resta-me um OBRIGADA...(Càm on ban...)
voltar lista nav-leftnav-right

Resta-me um OBRIGADA...(Càm on ban...)

fotografias > 

Gentes e Locais

2017-09-22 15:21:55
comentários (46) galardões descrição exif favorita de (50)
descrição
os meninos colocam barcos de papel
a navegar na valeta
e sonham com embarcações a percorrer países
e destinos improváveis de que são os comandantes
as meninas fazem grinaldas com folhas de arbusto
pintam as unhas com pétalas compridas de flores
e fingem que são rainhas
desfolham zangas fugazes e risos
intermitentemente com cores de eternidade
um futuro pouco distante
lhes dará um reino e um trono
em que o tempo será um bicho medonho
a devorar o futuro
e brincar será apenas uma coincidência
a aldeia agora é um fantasma de escombros
com casas que sorriem velhas de amargor e tristeza
porque as telhas estão gastas
e os fornos não dão pão
e os canteiros não têm flores
os risos dos meninos soam distantes
girassóis em busca de luz
a fabricar sonhos em outro lugar
a luta é um incessante caminhar
por uma selva sinuosa e densa
e há correntes onde os homens se agarram
para atingir os píncaros da montanha e tocar o céu
a brincadeira acaba num grito de mãe a dizer
vem jantar
o dia cheira ao suor dos homens
e ao riso distante dos meninos.

Graça Alves
In: Da Timidez dos Homens. Coimbra: Palimage, 2017, p. 38
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D750
Exposição: 1/4000 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5
ISO: 400
Dist.Focal: 15mm
Dist.Focal (35mm): 15 mm
Software: Adobe Photoshop Lightroom 6.1 (Windows)

favorita de 50
galardões
Esta foto não tem galardões
Resta-me um OBRIGADA...(Càm on ban...)
os meninos colocam barcos de papel
a navegar na valeta
e sonham com embarcações a percorrer países
e destinos improváveis de que são os comandantes
as meninas fazem grinaldas com folhas de arbusto
pintam as unhas com pétalas compridas de flores
e fingem que são rainhas
desfolham zangas fugazes e risos
intermitentemente com cores de eternidade
um futuro pouco distante
lhes dará um reino e um trono
em que o tempo será um bicho medonho
a devorar o futuro
e brincar será apenas uma coincidência
a aldeia agora é um fantasma de escombros
com casas que sorriem velhas de amargor e tristeza
porque as telhas estão gastas
e os fornos não dão pão
e os canteiros não têm flores
os risos dos meninos soam distantes
girassóis em busca de luz
a fabricar sonhos em outro lugar
a luta é um incessante caminhar
por uma selva sinuosa e densa
e há correntes onde os homens se agarram
para atingir os píncaros da montanha e tocar o céu
a brincadeira acaba num grito de mãe a dizer
vem jantar
o dia cheira ao suor dos homens
e ao riso distante dos meninos.

Graça Alves
In: Da Timidez dos Homens. Coimbra: Palimage, 2017, p. 38
Tag’s: ***Sara,Vietname
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D750
Exposição: 1/4000 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5
ISO: 400
Dist.Focal: 15mm
Dist.Focal (35mm): 15 mm
Software: Adobe Photoshop Lightroom 6.1 (Windows)


favorita de (50)