foto user
Jorge Cardoso
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/Rabo de Peixe...
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/Rabo de Peixe...
voltar lista nav-leftnav-right

Rabo de Peixe...

fotografias > 

Outros

2009-03-26 23:12:12
comentários (4) galardões descrição exif favorita de (2)
descrição
Rabo de Peixe – Vidas de Mar...


A vida do mar numa família de pescadores cola-se à pele, porque se aprende cedo.
O contacto diário com o mar, as brincadeiras no calhau ou nos barcos varados no porto; o convívio com os pescadores que preparam o isco, que montam os aparelhos de pesca ou mantêm as embarcações, fazem parte do quotidiano de muitas crianças, que vivem próximo do porto ou em famílias de gente do mar.
(...)
Quando o mar o permite, os pescadores partem, noite dentro, para ganhar o pão. Mas, com o mar do Norte não se brinca, por isso, sempre que regressam, recolhem as embarcações a terra.
Quando não vão para o mar, os pescadores preparam os aparelhos, remendam as redes e reparam as embarcações, muitas delas “barcos de boca aberta” não cabinados, construídas algumas em Rabo de Peixe e que, sem excepção têm um nome, uma identidade, quantas vezes nome de santo ou de mulher.
Um barco quando envelhece morre no cais até ficar em carcaça.
Um pescador quando envelhece, nunca perde a ligação ao mar, que vigia todos os dias, da manhã ao pôr-do-sol.







Piedade Lalanda
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 2
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
Jorge Cardoso

Jorge Cardoso

olhares.com/joetaruga
S. Miguel - Açores,Portugal
Rabo de Peixe...
Rabo de Peixe – Vidas de Mar...


A vida do mar numa família de pescadores cola-se à pele, porque se aprende cedo.
O contacto diário com o mar, as brincadeiras no calhau ou nos barcos varados no porto; o convívio com os pescadores que preparam o isco, que montam os aparelhos de pesca ou mantêm as embarcações, fazem parte do quotidiano de muitas crianças, que vivem próximo do porto ou em famílias de gente do mar.
(...)
Quando o mar o permite, os pescadores partem, noite dentro, para ganhar o pão. Mas, com o mar do Norte não se brinca, por isso, sempre que regressam, recolhem as embarcações a terra.
Quando não vão para o mar, os pescadores preparam os aparelhos, remendam as redes e reparam as embarcações, muitas delas “barcos de boca aberta” não cabinados, construídas algumas em Rabo de Peixe e que, sem excepção têm um nome, uma identidade, quantas vezes nome de santo ou de mulher.
Um barco quando envelhece morre no cais até ficar em carcaça.
Um pescador quando envelhece, nunca perde a ligação ao mar, que vigia todos os dias, da manhã ao pôr-do-sol.







Piedade Lalanda
comentários
foto autor

Jorge Cardoso

olhares.com/joetaruga
S. Miguel - Açores,Portugal
galardões
Esta foto não tem galardões

Jorge Cardoso

Jorge Cardoso

olhares.com/joetaruga
S. Miguel - Açores,Portugal
Sem informações de EXIF

Jorge Cardoso

Jorge Cardoso

olhares.com/joetaruga
S. Miguel - Açores,Portugal
favorita de (2)