foto user
Antonio Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Urbana/PORTO   «A persistência da memória»
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Urbana/PORTO   «A persistência da memória»
voltar lista nav-leftnav-right

PORTO «A persistência da memória»

fotografias > 

Paisagem Urbana

2020-10-28 11:20:42
comentários (50) galardões descrição exif favorita de (58)
descrição
Ao longo do tempo, a Cidade do Porto conheceu mudanças urbanas e sociais que, a partir do séc. XVIII (sob o impulso do comércio do vinho) e ao longo do séc. XIX (com a industrialização), operaram radicais alterações da sua fisionomia e na maneira de ser dos seus habitantes. Tais mudanças viriam a acentuar-se, no século XX, particularmente nas últimas décadas.
Todavia, apegada a um vinho vital de sobrevivência, a cidade guardou o culto e a admiração pelos testemunhos da particularidade do seu génio, das realizações artísticas do seu passado, da autonomia do seu espírito inventivo. Edifícios de desenho singular, embelezado por incontáveis pormenores e requintes, artes decorativas adaptadas ao projeto construtivo para deleite da burguesia portuense, monumentos consagrados a acontecimentos ou personalidades que forjaram o progresso na cidade, e do país, criações estéticas plasmadas em talha dourada de harmonia inexcedível, cerâmica e azulejo, escultura e pintura representativas de modos próprios de expressão, afirmam a perenidade de uma tradição cultural portuense .
Mais do que grande museu onde se concentra uma herança estruturada, o Porto oferece a descoberta de repositório magnífico de valores paisagísticos, urbanos, arquitetónicos e artísticos onde persistem as referencias de uma cidade com memória.


exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3100
Exposição: 10/2500
Abertura: f/8.0
ISO: 100
Distância Focal: 220/10
Software: Ver.1.01
favorita de 58
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
PORTO «A persistência da memória»
Ao longo do tempo, a Cidade do Porto conheceu mudanças urbanas e sociais que, a partir do séc. XVIII (sob o impulso do comércio do vinho) e ao longo do séc. XIX (com a industrialização), operaram radicais alterações da sua fisionomia e na maneira de ser dos seus habitantes. Tais mudanças viriam a acentuar-se, no século XX, particularmente nas últimas décadas.
Todavia, apegada a um vinho vital de sobrevivência, a cidade guardou o culto e a admiração pelos testemunhos da particularidade do seu génio, das realizações artísticas do seu passado, da autonomia do seu espírito inventivo. Edifícios de desenho singular, embelezado por incontáveis pormenores e requintes, artes decorativas adaptadas ao projeto construtivo para deleite da burguesia portuense, monumentos consagrados a acontecimentos ou personalidades que forjaram o progresso na cidade, e do país, criações estéticas plasmadas em talha dourada de harmonia inexcedível, cerâmica e azulejo, escultura e pintura representativas de modos próprios de expressão, afirmam a perenidade de uma tradição cultural portuense .
Mais do que grande museu onde se concentra uma herança estruturada, o Porto oferece a descoberta de repositório magnífico de valores paisagísticos, urbanos, arquitetónicos e artísticos onde persistem as referencias de uma cidade com memória.


Tag’s: Porto,V.N.de Gaia,Matoasinhos,Gondomar,Espinho,Vila do Conde,Póvoa de Varzim,Viana do Castelo
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3100
Exposição: 10/2500
Abertura: f/8.0
ISO: 100
Distância Focal: 220/10
Software: Ver.1.01

favorita de (58)