foto user
manuel.rodrigues
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/Palácios flutuantes...
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/Palácios flutuantes...
voltar lista nav-leftnav-right

Palácios flutuantes...

fotografias > 

Paisagem Natural

2017-12-03 19:55:31
comentários (46) galardões descrição exif favorita de (58)
descrição
Existem sempre momentos em que só podemos viver com a nossa imaginação, deixando-a deambular como quase inconsciente da brusca realidade que nos ofusca.
Viver nos paralelos sentidos da vontade... da liberdade de desejos rudes e duros, mas suavemente... aveludados pela frágil imaginação a nossa, que existem sempre mesmo em momentos escassos e limitados.
São as visões das musas, são os amores impróprios, é o afastar platónico, das irrealidades de coeficiente real e existente. O escrever louco de algo que o faz pelo primário sentimento... confuso no rumo de viajar em bem, pela linha que o farol o ilumina. Apontar ao rumo e ao rumo partir, retornar... o tempo o marcará... se o tempo continuar olhando o mar da imaginária vida que em vazio se descreve.

Vidas de alados cavaleiros nos encantos que os tenores entoam, ilusões flutuantes.

manuel.rodrigues
exif / informação técnica
Máquina: SONY
Modelo: DSLR-A350
Exposição: 1/60 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 100
Dist.Focal: 28mm
Dist.Focal (35mm): 42 mm
Software: PaintShop Pro 19,00





















favorita de 58
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
Palácios flutuantes...
Existem sempre momentos em que só podemos viver com a nossa imaginação, deixando-a deambular como quase inconsciente da brusca realidade que nos ofusca.
Viver nos paralelos sentidos da vontade... da liberdade de desejos rudes e duros, mas suavemente... aveludados pela frágil imaginação a nossa, que existem sempre mesmo em momentos escassos e limitados.
São as visões das musas, são os amores impróprios, é o afastar platónico, das irrealidades de coeficiente real e existente. O escrever louco de algo que o faz pelo primário sentimento... confuso no rumo de viajar em bem, pela linha que o farol o ilumina. Apontar ao rumo e ao rumo partir, retornar... o tempo o marcará... se o tempo continuar olhando o mar da imaginária vida que em vazio se descreve.

Vidas de alados cavaleiros nos encantos que os tenores entoam, ilusões flutuantes.

manuel.rodrigues
Tag’s: reflexo,outono,água,palácio,manuel.rodrigues,m.rodrigues,sony,a350
comentários
Máquina: SONY
Modelo: DSLR-A350
Exposição: 1/60 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/5.6
ISO: 100
Dist.Focal: 28mm
Dist.Focal (35mm): 42 mm
Software: PaintShop Pro 19,00