foto user
José Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/Os Esquecidos
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/Os Esquecidos
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
"Os Esquecidos"

Todos os dias estendia os braços em direcção aos esquecidos, clamando perdão pela inconsciência incompreensível dos seus. Gritou, desesperou, sentiu e percebeu que nos tínhamos olvidado da nossa casa, e assim também de nós mesmos.

Depois de dias infindáveis a tentar sem sucesso escutar que lições nos trazia a Terra, o frio da desistência apoderou-se do seu corpo, e a falta de esperança transformou-se em lágrimas, caídas no solo fértil daquele lugar tão único.

E foi assim nesse momento de dor e aperto fundo sem esperança, que a emoção se fundiu com os elementos em seu redor, levando finalmente aquelas árvores milenares, sábias e sencientes a vergar-se, para lhe contar o que havia para ser dito, a voz inesquecível daqueles que até então pensava não terem voz...

Mas seria já demasiado tarde?

Local: imagem feita na maravilhosa Floresta do Fanal na Ilha da Madeira, ilustrando um momento muito especial, em que uma pessoa incrivelmente sensível e surpreendentemente semelhante à da descrição acima interagia com um dos maravilhosos tis deste local mágico.

Modelo: Adriana Santos

Dados técnicos: Sony a7R | Laowa 10-18mm f4.5-f5.6 | Distância focal: 18mm | Aperture: f8 | ISO: 800 | 1/60 segundos
exif / informação técnica
Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 1/60 sec
Exposição (EV+/-): 3 step
Abertura:
ISO: 800
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC 2018 (Windows)

favorita de 31
galardões
Esta foto não tem galardões
Os Esquecidos
"Os Esquecidos"

Todos os dias estendia os braços em direcção aos esquecidos, clamando perdão pela inconsciência incompreensível dos seus. Gritou, desesperou, sentiu e percebeu que nos tínhamos olvidado da nossa casa, e assim também de nós mesmos.

Depois de dias infindáveis a tentar sem sucesso escutar que lições nos trazia a Terra, o frio da desistência apoderou-se do seu corpo, e a falta de esperança transformou-se em lágrimas, caídas no solo fértil daquele lugar tão único.

E foi assim nesse momento de dor e aperto fundo sem esperança, que a emoção se fundiu com os elementos em seu redor, levando finalmente aquelas árvores milenares, sábias e sencientes a vergar-se, para lhe contar o que havia para ser dito, a voz inesquecível daqueles que até então pensava não terem voz...

Mas seria já demasiado tarde?

Local: imagem feita na maravilhosa Floresta do Fanal na Ilha da Madeira, ilustrando um momento muito especial, em que uma pessoa incrivelmente sensível e surpreendentemente semelhante à da descrição acima interagia com um dos maravilhosos tis deste local mágico.

Modelo: Adriana Santos

Dados técnicos: Sony a7R | Laowa 10-18mm f4.5-f5.6 | Distância focal: 18mm | Aperture: f8 | ISO: 800 | 1/60 segundos
Tag’s: madeira,fanal,portugal,floresta,til,unesco
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 1/60 sec
Exposição (EV+/-): 3 step
Abertura:
ISO: 800
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC 2018 (Windows)


favorita de (31)