foto user
José Ramos
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/"Os Espíritos de Aurora"
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/"Os Espíritos de Aurora"
voltar lista nav-leftnav-right

"Os Espíritos de Aurora"

fotografias > 

Paisagem Natural

2015-02-18 17:15:53
comentários (70) galardões descrição exif favorita de (215)
descrição
"Os Espíritos de Aurora"

"E apesar de os olhos terem já visto tanta beleza, o encanto da Aurora ainda assim roubaria a coroa do mais incrível espectáculo alguma vez testemunhado..."

José Ramos © http://www,joseramos.com

Facebook: http://www.facebook.com/joseramosphotography
Facebook Pessoal: http://www.facebook.com/jmlramos
Instragram: http://www.instagram.com/joseramosphotogaphy

Foto feita em Kirkjufell, debaixo de uma Aurora Boreal inesquecível. Após a primeira dormida no carro de aluguer em Keflavik (o avião chegou à 1 da manhã), decidimos ir para Kirkujfell no dia seguinte. Apesar de ter visto esta montanha inúmeras vezes em galerias fotográficas, sempre conseguiu fascinar-me com a sua forma singular, frequentemente adornada por belíssimas cascatas. Assim que cheguei a Kirkujfell conseguia sentir o coração aceleradíssimo com a excitação, e rapidamente caminhei para a zona das cascatas, onde fiz várias fotos até à escuridão total. Finalmente fui para o carro, estacionado mesmo junto ao acesso pedestre às cascatas, para finalmente comer alguma coisa, e fiquei no seu interior à espera que o sono chegasse. O céu tinha estado parcialmente preenchido por nuvens, como é habitual na Islândia, e se por um lado estava muito longe de pensar que iria conseguir ver uma Aurora Boreal durante a viagem (pela sua raridade), ainda menos pensava que a iria ver logo no primeiro dia.
Aconteceu tudo de forma muito rápida, e começou com um grito da minha namorada - "AURORA!". Saímos rapidamente para o exterior, e repentinamente o tempo parou assim que olhei o céu, hipnotizado com o espectáculo de luz diante dos meus olhos. Repentinamente um pensamento surgiu instintivamente no meio da adrenalina emocional, "a minha câmara! Onde está?!". O caos seguiu-se, e em 2 minutos estava pronto a começar a fotografar. Tinha a opção de regressar ao spot das cascatas, mas demoraria demasiado tempo (os minutos são preciosos quando a Aurora pode desaparecer em segundos), pelo que acabei por ir para a praia junto à montanha.
Não é fácil fotografar este tipo de cena. O ISO tem que estar muito alto, na região dos 1600-3200, com a lente na máxima abertura, para maximizar a exposição. A velocidade de exposição deve estar entre os 10-30 segundos, já que mais longo do que 30 segundos irá criar pequenos rastos nas estrelas, em vez dos habituais pontos luminosos esteticamente mais agradáveis. O foco deve estar em modo manual, ajustado para o infinito (embora a marca de infinto na maioria das lentes moderna não corresponder a uma verdadeira focagem no infinito). Decidi utilizar a reflexão da montanha na água para fazer um ponto de ancoragem da Aurora. Exceptuando as luzes no céu, tudo estava absolutamente escuro (a não ser em alturas de elevada intensidade da Aurora), pelo que compôr a imagem é tremendamente difícil. Para acelerar este processo, optei por fazer exposições de teste mais curtas em ISOs altíssimos (12800), apenas para teste, e assim ir afinando a composição.
O pós-processamento deste tipo de fotos assenta acima de tudo na redução de ruído e ajuste de sharpening do que no ajuste de cor e outros parâmetros, já que a luz da Aurora é por si suficientemente cativante.
Exceptuando 5 minutos de Aurora em Jokulsarlon, no antepenúltimo dia, não consegui ver novamente este fenómeno durante a viagem, o que tornou esta noite ainda mais única e memorável. Foi definitivamente uma das coisas mais belas que jamais testemunhei.
Dados técnicos:
Sony a77 + Sigma 10-20mm
Abertura: f/4
Exposição: 30 segundos
Foco: manual
Balanço de brancos: automático
Timer remoto wireless
Tripé Manfrotto MT055XPRO3 + cabeça MH055M0-Q6
exif / informação técnica
Máquina:
Modelo:
Exposição:
Exposição (EV+/-):
Abertura:
ISO:
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC (Windows)

favorita de 215
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular
"Os Espíritos de Aurora"
"Os Espíritos de Aurora"

"E apesar de os olhos terem já visto tanta beleza, o encanto da Aurora ainda assim roubaria a coroa do mais incrível espectáculo alguma vez testemunhado..."

José Ramos © http://www,joseramos.com

Facebook: http://www.facebook.com/joseramosphotography
Facebook Pessoal: http://www.facebook.com/jmlramos
Instragram: http://www.instagram.com/joseramosphotogaphy

Foto feita em Kirkjufell, debaixo de uma Aurora Boreal inesquecível. Após a primeira dormida no carro de aluguer em Keflavik (o avião chegou à 1 da manhã), decidimos ir para Kirkujfell no dia seguinte. Apesar de ter visto esta montanha inúmeras vezes em galerias fotográficas, sempre conseguiu fascinar-me com a sua forma singular, frequentemente adornada por belíssimas cascatas. Assim que cheguei a Kirkujfell conseguia sentir o coração aceleradíssimo com a excitação, e rapidamente caminhei para a zona das cascatas, onde fiz várias fotos até à escuridão total. Finalmente fui para o carro, estacionado mesmo junto ao acesso pedestre às cascatas, para finalmente comer alguma coisa, e fiquei no seu interior à espera que o sono chegasse. O céu tinha estado parcialmente preenchido por nuvens, como é habitual na Islândia, e se por um lado estava muito longe de pensar que iria conseguir ver uma Aurora Boreal durante a viagem (pela sua raridade), ainda menos pensava que a iria ver logo no primeiro dia.
Aconteceu tudo de forma muito rápida, e começou com um grito da minha namorada - "AURORA!". Saímos rapidamente para o exterior, e repentinamente o tempo parou assim que olhei o céu, hipnotizado com o espectáculo de luz diante dos meus olhos. Repentinamente um pensamento surgiu instintivamente no meio da adrenalina emocional, "a minha câmara! Onde está?!". O caos seguiu-se, e em 2 minutos estava pronto a começar a fotografar. Tinha a opção de regressar ao spot das cascatas, mas demoraria demasiado tempo (os minutos são preciosos quando a Aurora pode desaparecer em segundos), pelo que acabei por ir para a praia junto à montanha.
Não é fácil fotografar este tipo de cena. O ISO tem que estar muito alto, na região dos 1600-3200, com a lente na máxima abertura, para maximizar a exposição. A velocidade de exposição deve estar entre os 10-30 segundos, já que mais longo do que 30 segundos irá criar pequenos rastos nas estrelas, em vez dos habituais pontos luminosos esteticamente mais agradáveis. O foco deve estar em modo manual, ajustado para o infinito (embora a marca de infinto na maioria das lentes moderna não corresponder a uma verdadeira focagem no infinito). Decidi utilizar a reflexão da montanha na água para fazer um ponto de ancoragem da Aurora. Exceptuando as luzes no céu, tudo estava absolutamente escuro (a não ser em alturas de elevada intensidade da Aurora), pelo que compôr a imagem é tremendamente difícil. Para acelerar este processo, optei por fazer exposições de teste mais curtas em ISOs altíssimos (12800), apenas para teste, e assim ir afinando a composição.
O pós-processamento deste tipo de fotos assenta acima de tudo na redução de ruído e ajuste de sharpening do que no ajuste de cor e outros parâmetros, já que a luz da Aurora é por si suficientemente cativante.
Exceptuando 5 minutos de Aurora em Jokulsarlon, no antepenúltimo dia, não consegui ver novamente este fenómeno durante a viagem, o que tornou esta noite ainda mais única e memorável. Foi definitivamente uma das coisas mais belas que jamais testemunhei.
Dados técnicos:
Sony a77 + Sigma 10-20mm
Abertura: f/4
Exposição: 30 segundos
Foco: manual
Balanço de brancos: automático
Timer remoto wireless
Tripé Manfrotto MT055XPRO3 + cabeça MH055M0-Q6
Tag’s: islândia,kirkjufell,aurora,aurora boreal,northern lights,longa exposição,nocturna,montanha
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão favorito
    100
    favoritos
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina:
Modelo:
Exposição:
Exposição (EV+/-):
Abertura:
ISO:
Dist.Focal:
Dist.Focal (35mm):
Software: Adobe Photoshop CC (Windows)


favorita de (215)