foto user
Antonio Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/O Rio e o Mar
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/O Rio e o Mar
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
A cidade do porto tem a sua história ligada indissoluvelmente ao rio Douro e ao Atlântico. Nascida, como se disse, naturalmente, das vicissitudes da passagem do primeiro na sua margem direita e a alguns quilómetros da sua foz, cedo o mar também a marcou. É possível mesmo antes de ter existido a fruste póvoa que lhe foi berço já os Focenses aí tivessem – algures em S. João da Foz - «emporia» para os seus comércios com o interior através do Douro.
Hoje, como se sabe, os limites a sul são a margem arruada do Douro, desde o esteiro de Campanha, dos rios Tinto e Torto, e a foz; e os limites a oeste, as praias e rochedos do litoral atlântico, da foz até um pouco a norte do Castelo do Queijo. A margem do Douro, a pouco e pouco urbanizada, conheceu um rosário de povoas ribeirinhas, hoje todas integradas, mas que datam, algumas, de bem antes da Nacionalidade: Miragaia, Massarelos, Ouro, S. João da Foz. Quando finalmente a avenida marginal, sem qualquer intercepção, bordou toda a margem duriense, já por esses povoados activamente as gentes trabalhavam nos cais ou nas praias e esteiros, pescando, trasfegando mercadorias, construindo barcos. Por toda a parte se podem ainda ver restos dessas actividades, nos cais semiabandonados, nos barcos e redes dos pescadores, balouçando-se nas amarras ou descansando entre cuidados de conservação sobre os cais, mesmo ainda em pequenos estaleiros, no Ouro, em reminiscências da antiga actividade das tercenas que deram naus aos feitos de Ceuta ou às aventuras comerciais da Índia.
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3300
Exposição: 10/4000
Abertura: f/10.0
ISO: 200
Distância Focal: 180/10
Software: Ver.1.00
favorita de 51
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
O Rio e o Mar
A cidade do porto tem a sua história ligada indissoluvelmente ao rio Douro e ao Atlântico. Nascida, como se disse, naturalmente, das vicissitudes da passagem do primeiro na sua margem direita e a alguns quilómetros da sua foz, cedo o mar também a marcou. É possível mesmo antes de ter existido a fruste póvoa que lhe foi berço já os Focenses aí tivessem – algures em S. João da Foz - «emporia» para os seus comércios com o interior através do Douro.
Hoje, como se sabe, os limites a sul são a margem arruada do Douro, desde o esteiro de Campanha, dos rios Tinto e Torto, e a foz; e os limites a oeste, as praias e rochedos do litoral atlântico, da foz até um pouco a norte do Castelo do Queijo. A margem do Douro, a pouco e pouco urbanizada, conheceu um rosário de povoas ribeirinhas, hoje todas integradas, mas que datam, algumas, de bem antes da Nacionalidade: Miragaia, Massarelos, Ouro, S. João da Foz. Quando finalmente a avenida marginal, sem qualquer intercepção, bordou toda a margem duriense, já por esses povoados activamente as gentes trabalhavam nos cais ou nas praias e esteiros, pescando, trasfegando mercadorias, construindo barcos. Por toda a parte se podem ainda ver restos dessas actividades, nos cais semiabandonados, nos barcos e redes dos pescadores, balouçando-se nas amarras ou descansando entre cuidados de conservação sobre os cais, mesmo ainda em pequenos estaleiros, no Ouro, em reminiscências da antiga actividade das tercenas que deram naus aos feitos de Ceuta ou às aventuras comerciais da Índia.
Tag’s: Porto,Maia,Matosinhos,V.N.Gaia,Viana do Castelo,Paranhos.Aldoar,Lordelo do Ouro,Guimarães,Braga,Vila do Conde,Amarante,Vila Real,Bragança,Mirandela
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3300
Exposição: 10/4000
Abertura: f/10.0
ISO: 200
Distância Focal: 180/10
Software: Ver.1.00

favorita de (51)