foto user
..:Geisa:..
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Retratos/O primeiro amor...
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Retratos/O primeiro amor...
voltar lista nav-leftnav-right

O primeiro amor...

fotografias > 

Retratos

2007-02-15 19:48:54
comentários (144) galardões descrição exif favorita de (73)
descrição
**Guto e Manuela

Ando com saudades de café com pão;
De namorados dando beijinhos no portão;
De pedir bênção a pai e mãe (Deus te abençoe);
Do sinal-da-cruz que fazia quando passava na frente da igreja;
De ver um varal cheio de roupa com cheiro apenas de sabão;
De ver alguém sorrindo enquanto lava a louça com bucha vegetal;
De sentir respeito pela polícia;
De cantar o Hino Nacional com mão no peito e lágrimas nos olhos;
De acreditar que o Brasil ganhou a Copa do Mundo porque jogou direito;
De saber que o Zezinho, filho do porteiro, não vai morrer de dengue;
E que ""Senhora" feirante poderá ter um filho médico.
Saudades de homens que usavam apenas o assobio como galanteio. Fiu-fiu!
Ando com saudades de quando nossos velhos avós eram respeitados; asilo era só para quem não tinha parentes.
Dos almoços de domingo com a família toda reunida.

Morro de saudades do tempo em que um presidente de uma nação era o mais respeitado cidadão do país.
Que cadeia era lugar só de ladrão.
Acho que andaram invertendo a situação.

Ando com saudades de galinha de galinheiro;
De macarrão feito em casa com tempero sem agrotóxico;
De só poder tomar guaraná em dia de festa;
De homens de gravatas;
De novela com final feliz;
De pipoca doce de pipoqueiro;
De dar bom-dia à vizinha;
De ouvir alguém dizer obrigado ao motorista e ele frear devagarinho, preocupado com o passageiro.
Saudades de gritar que a porta está aberta para os que chegam.
exif / informação técnica
Maquina: Canon�
Modelo: Canon EOS DIGITAL REBEL XT�
Exposição: 1/60 sec
Abertura: f 5.6
ISO: 200
MeteringMode: Average
Flash: No Flash
Dist.Focal: 51 mm

Saudades do tempo em que educação não era confundida com autenticidade.
Tinha que se fazer provas no colégio para passar de ano.
Hoje, se fala o que quer em nome de uma "tal" verdade e pedir perdão virou raridade.

Ando com saudades de ver no céu pipas não atingidas pelo efeito estufa.
Saudades das chuvas sem acidez, que não causavam aridez.
Saudades de poder viajar sem medo de homem-bomba, de ser recebido com respeito em outra nação.

Atualmente, reina a desconfiança no coração.
Sinto muitas saudades do rubor das faces de minha mãe quando se falava de sexo totalmente sem nexo.
Hoje, ele é tão banal que até eu banalizei.
Acho que a maior saudade que tenho é a saudade de tudo que acreditei.
Para meus filhos não poderei deixar sequer a esperança.
Hoje, já não se nasce mais criança.

Tenho saudade de minhas saudades!

**Por Rosa Pena.


~~Achei muito ruim ter apagado a foto, pelos comentarios que já tinha feito alguns amigos..Peço perdao por isso.

JOMAR
Que momento lindo!!!! Era bom que eles não perdessem a vontade de ser assim pela vida fora!!!! Adorei!

Maria Isabel Batista
Belo registo e um texto que subscrevo.Parabéns.

Pedro Teixeira
Momento lindissimo!5***** favorita

..........*Célia*..........
ternurenta

(¯`·:.Hugo Tinoco.:·´¯)
Que saudades.. LINDO Geisa!!! 5*/GP parabens

joana
nunca se esquece não é? esta muito bonita...;)

Alberto Viana d'Almeida
Só podia ser tua esta delícia, excelente execução e edição mt mas mt boa, o sentimento é a nota dominante do teu trabalho o que me agrada em particular, basta olhar bem para este belíssimo registo e ver que 5*/GP são inteiramente merecidas. Parabéns Amiga, fico à espera de mais e bons disparos como este. Abraço mt Grande :)))))))))

Rui Pedro Santos Duarte
Brilhante!!!! Foto que transmite pureza e amor. Parabéns!

João Ferreira
que fofos! um momento muito bem apanhado, e o pós-tratamento tambem fica muito bem. parabens



favorita de 73
galardões
  • galardão comentários
    125
    comentários
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular
..:Geisa:..

..:Geisa:..

olhares.com/Geisa
**Goiás - Brasil**,
O primeiro amor...
**Guto e Manuela

Ando com saudades de café com pão;
De namorados dando beijinhos no portão;
De pedir bênção a pai e mãe (Deus te abençoe);
Do sinal-da-cruz que fazia quando passava na frente da igreja;
De ver um varal cheio de roupa com cheiro apenas de sabão;
De ver alguém sorrindo enquanto lava a louça com bucha vegetal;
De sentir respeito pela polícia;
De cantar o Hino Nacional com mão no peito e lágrimas nos olhos;
De acreditar que o Brasil ganhou a Copa do Mundo porque jogou direito;
De saber que o Zezinho, filho do porteiro, não vai morrer de dengue;
E que ""Senhora" feirante poderá ter um filho médico.
Saudades de homens que usavam apenas o assobio como galanteio. Fiu-fiu!
Ando com saudades de quando nossos velhos avós eram respeitados; asilo era só para quem não tinha parentes.
Dos almoços de domingo com a família toda reunida.

Morro de saudades do tempo em que um presidente de uma nação era o mais respeitado cidadão do país.
Que cadeia era lugar só de ladrão.
Acho que andaram invertendo a situação.

Ando com saudades de galinha de galinheiro;
De macarrão feito em casa com tempero sem agrotóxico;
De só poder tomar guaraná em dia de festa;
De homens de gravatas;
De novela com final feliz;
De pipoca doce de pipoqueiro;
De dar bom-dia à vizinha;
De ouvir alguém dizer obrigado ao motorista e ele frear devagarinho, preocupado com o passageiro.
Saudades de gritar que a porta está aberta para os que chegam.
comentários
foto autor

..:Geisa:..

olhares.com/Geisa
**Goiás - Brasil**,
galardões
  • galardão comentários
    125
    comentários
  • galardão visitas
    1000
    visitas
  • galardão popular
    foto
    popular

..:Geisa:..

..:Geisa:..

olhares.com/Geisa
**Goiás - Brasil**,
Maquina: Canon�
Modelo: Canon EOS DIGITAL REBEL XT�
Exposição: 1/60 sec
Abertura: f 5.6
ISO: 200
MeteringMode: Average
Flash: No Flash
Dist.Focal: 51 mm

Saudades do tempo em que educação não era confundida com autenticidade.
Tinha que se fazer provas no colégio para passar de ano.
Hoje, se fala o que quer em nome de uma "tal" verdade e pedir perdão virou raridade.

Ando com saudades de ver no céu pipas não atingidas pelo efeito estufa.
Saudades das chuvas sem acidez, que não causavam aridez.
Saudades de poder viajar sem medo de homem-bomba, de ser recebido com respeito em outra nação.

Atualmente, reina a desconfiança no coração.
Sinto muitas saudades do rubor das faces de minha mãe quando se falava de sexo totalmente sem nexo.
Hoje, ele é tão banal que até eu banalizei.
Acho que a maior saudade que tenho é a saudade de tudo que acreditei.
Para meus filhos não poderei deixar sequer a esperança.
Hoje, já não se nasce mais criança.

Tenho saudade de minhas saudades!

**Por Rosa Pena.


~~Achei muito ruim ter apagado a foto, pelos comentarios que já tinha feito alguns amigos..Peço perdao por isso.

JOMAR
Que momento lindo!!!! Era bom que eles não perdessem a vontade de ser assim pela vida fora!!!! Adorei!

Maria Isabel Batista
Belo registo e um texto que subscrevo.Parabéns.

Pedro Teixeira
Momento lindissimo!5***** favorita

..........*Célia*..........
ternurenta

(¯`·:.Hugo Tinoco.:·´¯)
Que saudades.. LINDO Geisa!!! 5*/GP parabens

joana
nunca se esquece não é? esta muito bonita...;)

Alberto Viana d'Almeida
Só podia ser tua esta delícia, excelente execução e edição mt mas mt boa, o sentimento é a nota dominante do teu trabalho o que me agrada em particular, basta olhar bem para este belíssimo registo e ver que 5*/GP são inteiramente merecidas. Parabéns Amiga, fico à espera de mais e bons disparos como este. Abraço mt Grande :)))))))))

Rui Pedro Santos Duarte
Brilhante!!!! Foto que transmite pureza e amor. Parabéns!

João Ferreira
que fofos! um momento muito bem apanhado, e o pós-tratamento tambem fica muito bem. parabens




..:Geisa:..

..:Geisa:..

olhares.com/Geisa
**Goiás - Brasil**,
favorita de (73)