foto user
Nika
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/o dogma.
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/o dogma.
voltar lista nav-leftnav-right

o dogma.

fotografias > 

História

2011-09-28 20:19:25
comentários (77) galardões descrição exif favorita de (48)
descrição
Igreja de Santa Maria del Pi - Barcelona

2011

______________________________________________________
exif / informação técnica
Máquina: SONY
Modelo: DSLR-A350
Exposição: 1/5
Abertura: f/4
ISO: 400
MeteringMode: Pattern
Flash: Não
Dist.Focal: 55 mm

A construção da igreja atual teve início no século XIV, sendo o estilo desta igreja o gótico no seu estado puro. Possui uma só nave com capelas laterais e é praticamente despojada de quaisquer ornamentos.

A fachada principal tem ao centro uma grande rosácea, com um diâmetro de cerca de 10m, totalmente reconstruída em 1940, depois do incêndio que esta igreja sofreu em 1936, fruto das atribulações da guerra civil.
A planta da igreja é de uma só nave com sete tramos rectangulares, abóbada de cruzaria e capelas laterais entre os contrafortes. O comprimento interior da nave é de 54 metros, a largura é de 16,50 metros e de altura 27 metros.

O incêndio de 1936 reduziu a cinzas o altar e muito do recheio da igreja. O altar atual é uma mesa de alabastro do arquiteto Joaquim de Ros i de Ramis. Foi inaugurado em 1967. No final do presbitério, onde outrora havia uma porta de entrada para o templo, é o sacrário. A imagem que preside à capela-mor é do ano de 1973, representa Santa Maria del Pi e deve-se ao escultor Enric Monjo. Tem uma altura de 3,30 metros

A rosácea ao centro da fachada principal tem um diâmetro de cerca de 10m. Foi totalmente reconstruída em 1940, depois do incêndio que esta igreja sofreu em 1936.
A primeira notícia de um órgão nesta paróquia data de 1457.
Durante o período da Guerra Civil (1936-39) o órgão existente foi totalmente destruído. Em 1996 planeou-se a construção de um novo órgão, seguindo as orientações do Conselho Pastoral para recuperar a tradição litúrgica e musical que Pi teve durante quase 500 anos.
Assim, contactou-se o prestigiado construtor de órgãos Gerhard Grenzing e o arquiteto Simon Platt.
O que temos hoje representa cerca de uma quarta parte do conjunto total.


http://rabiscos.vmribeiro.net/index.php/artecultura/135-igreja-de-santa-maria-del-pi
favorita de 48
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
o dogma.
Igreja de Santa Maria del Pi - Barcelona

2011

______________________________________________________
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: SONY
Modelo: DSLR-A350
Exposição: 1/5
Abertura: f/4
ISO: 400
MeteringMode: Pattern
Flash: Não
Dist.Focal: 55 mm

A construção da igreja atual teve início no século XIV, sendo o estilo desta igreja o gótico no seu estado puro. Possui uma só nave com capelas laterais e é praticamente despojada de quaisquer ornamentos.

A fachada principal tem ao centro uma grande rosácea, com um diâmetro de cerca de 10m, totalmente reconstruída em 1940, depois do incêndio que esta igreja sofreu em 1936, fruto das atribulações da guerra civil.
A planta da igreja é de uma só nave com sete tramos rectangulares, abóbada de cruzaria e capelas laterais entre os contrafortes. O comprimento interior da nave é de 54 metros, a largura é de 16,50 metros e de altura 27 metros.

O incêndio de 1936 reduziu a cinzas o altar e muito do recheio da igreja. O altar atual é uma mesa de alabastro do arquiteto Joaquim de Ros i de Ramis. Foi inaugurado em 1967. No final do presbitério, onde outrora havia uma porta de entrada para o templo, é o sacrário. A imagem que preside à capela-mor é do ano de 1973, representa Santa Maria del Pi e deve-se ao escultor Enric Monjo. Tem uma altura de 3,30 metros

A rosácea ao centro da fachada principal tem um diâmetro de cerca de 10m. Foi totalmente reconstruída em 1940, depois do incêndio que esta igreja sofreu em 1936.
A primeira notícia de um órgão nesta paróquia data de 1457.
Durante o período da Guerra Civil (1936-39) o órgão existente foi totalmente destruído. Em 1996 planeou-se a construção de um novo órgão, seguindo as orientações do Conselho Pastoral para recuperar a tradição litúrgica e musical que Pi teve durante quase 500 anos.
Assim, contactou-se o prestigiado construtor de órgãos Gerhard Grenzing e o arquiteto Simon Platt.
O que temos hoje representa cerca de uma quarta parte do conjunto total.


http://rabiscos.vmribeiro.net/index.php/artecultura/135-igreja-de-santa-maria-del-pi

favorita de (48)