foto user
Pedro Malheiros
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/NeVoeiRo
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/NeVoeiRo
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
Hoje não consegui dormir...deitava-me, e logo me apetecia, ir até á sala e fumar um cigarro...
Olhei,para o relógio,seis e meia...
Tomei um douche,atei a trela ao meu cão, e fui passear, nesta manhã gélida de nevoeiro...
Foto de Hoje,com muito frio,depois de uma noite...
que não consegui dormir...
Nevoeiro

Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
Define com perfil e ser
Este fulgor baço da terra
Que é Portugal a entristecer –
Brilho sem luz e sem arder,
Como o que o fogo-fátuo encerra.

Ninguém sabe que coisa quer.
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
( Que ânsia distante perto chora?)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal, hoje és nevoeiro...
É a hora!

Fernando Pessoa, Mensagem.

PS. Dedico esta FoTo, ao amigo virtual do 1000i:
Rui Gouveia.
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 1
galardões
Esta foto não tem galardões
NeVoeiRo
Hoje não consegui dormir...deitava-me, e logo me apetecia, ir até á sala e fumar um cigarro...
Olhei,para o relógio,seis e meia...
Tomei um douche,atei a trela ao meu cão, e fui passear, nesta manhã gélida de nevoeiro...
Foto de Hoje,com muito frio,depois de uma noite...
que não consegui dormir...
Nevoeiro

Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
Define com perfil e ser
Este fulgor baço da terra
Que é Portugal a entristecer –
Brilho sem luz e sem arder,
Como o que o fogo-fátuo encerra.

Ninguém sabe que coisa quer.
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
( Que ânsia distante perto chora?)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal, hoje és nevoeiro...
É a hora!

Fernando Pessoa, Mensagem.

PS. Dedico esta FoTo, ao amigo virtual do 1000i:
Rui Gouveia.
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Sem informações de EXIF

favorita de (1)