foto user
rodrigo belavista
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/Na terra dos sonhos.
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/Na terra dos sonhos.
voltar lista nav-leftnav-right

Na terra dos sonhos.

fotografias > 

Gentes e Locais

2007-12-13 17:56:55
comentários (33) galardões descrição exif favorita de (30)
descrição
Andava eu sem ter onde cair vivo
Fui procurar abrigo nas frases estudadas do senhor doutor
Ai de mim não era nada daquilo que eu queria
Ninguém se compreendia e eu vi que a coisa ia de mal a pior

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Andava eu sózinho a tremer de frio
Fui procurar calor e ternura nos braços de uma mulher
Mas esqueci-me de lhe dar também um pouco de atenção
E a minha solidão não me largou da mão nem um minuto sequer

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Se queres ver o Mundo inteiro à tua altura
Tens de olhar para fora, sem esqueceres que dentro é que é o teu lugar
E se às duas por três vires que perdeste o balanço
Não penses em descanso, está ao teu alcance, tens de o reencontrar

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

'Na terra dos sonhos'
Jorge Palma, 1979
exif / informação técnica
Maquina: SONY�
Modelo: DSC-H1�
Exposição: 1/1000 sec
Abertura: f 3.5
ISO: 64
MeteringMode: Unknown: 917509
Flash: No Flash
Dist.Focal: 68.8 mm

Parece que, em passo miúdo, se passeia melhor
Ainda que se desconheça o melhor rumo a tomar
Neste vagar, vislumbra-se muito, tudo, seja o que for
E mesmo que bem não se aviste, continua-se a andar
favorita de 30
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
Na terra dos sonhos.
Andava eu sem ter onde cair vivo
Fui procurar abrigo nas frases estudadas do senhor doutor
Ai de mim não era nada daquilo que eu queria
Ninguém se compreendia e eu vi que a coisa ia de mal a pior

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Andava eu sózinho a tremer de frio
Fui procurar calor e ternura nos braços de uma mulher
Mas esqueci-me de lhe dar também um pouco de atenção
E a minha solidão não me largou da mão nem um minuto sequer

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Se queres ver o Mundo inteiro à tua altura
Tens de olhar para fora, sem esqueceres que dentro é que é o teu lugar
E se às duas por três vires que perdeste o balanço
Não penses em descanso, está ao teu alcance, tens de o reencontrar

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

'Na terra dos sonhos'
Jorge Palma, 1979
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Maquina: SONY�
Modelo: DSC-H1�
Exposição: 1/1000 sec
Abertura: f 3.5
ISO: 64
MeteringMode: Unknown: 917509
Flash: No Flash
Dist.Focal: 68.8 mm

Parece que, em passo miúdo, se passeia melhor
Ainda que se desconheça o melhor rumo a tomar
Neste vagar, vislumbra-se muito, tudo, seja o que for
E mesmo que bem não se aviste, continua-se a andar

favorita de (30)