foto user
Bykynys in New York
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Arte Digital/METROSEXUAL
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Arte Digital/METROSEXUAL
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
O que é ser-se homem?
O que é ser-se mulher?
Até que ponto somos masculinos e femininos? Recordo aquela discussão acesa em que duas amigas se engalfinhavam uma com a outra por questões de calças. Às páginas tantas, uma delas, reagindo ao remoque de que teria ‘qualquer coisa masculina’ retorquiu que, ‘de masculino a única coisa que tenho é quando me a põem’. Será mesmo? O que é ser-se efeminado? E quando é que uma mulher pode ser considerada masculinizada? Tudo perguntas a propósito da discussão, entre textos e comentários, que surgiram sobre coisas tão esotéricas quanto as diferentes definições de“orientação sexual", "identidade de género" e termos quejandos, provenientes das novas correntes antropológicas made in USA, tão ocas quanto inconsequentes. E são inconsequentes - pelo menos para mim - porque nada disso interessa.
Nascemos como nascemos, homens ou mulheres. Uns com testículos, outras com ovários, ambos com progesterona, testosterona e prolactina. É esse o nosso molde básico. Tudo o mais é fruto da educação dada por parentes, amigos e tutores, da sociedade que nos envolve, na qual evoluímos e, finalmente, pelo nosso livre arbítrio.
WWW.FILOZUFANDUS.COM
exif / informação técnica
Sem informações de EXIF
favorita de 0
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
METROSEXUAL
O que é ser-se homem?
O que é ser-se mulher?
Até que ponto somos masculinos e femininos? Recordo aquela discussão acesa em que duas amigas se engalfinhavam uma com a outra por questões de calças. Às páginas tantas, uma delas, reagindo ao remoque de que teria ‘qualquer coisa masculina’ retorquiu que, ‘de masculino a única coisa que tenho é quando me a põem’. Será mesmo? O que é ser-se efeminado? E quando é que uma mulher pode ser considerada masculinizada? Tudo perguntas a propósito da discussão, entre textos e comentários, que surgiram sobre coisas tão esotéricas quanto as diferentes definições de“orientação sexual", "identidade de género" e termos quejandos, provenientes das novas correntes antropológicas made in USA, tão ocas quanto inconsequentes. E são inconsequentes - pelo menos para mim - porque nada disso interessa.
Nascemos como nascemos, homens ou mulheres. Uns com testículos, outras com ovários, ambos com progesterona, testosterona e prolactina. É esse o nosso molde básico. Tudo o mais é fruto da educação dada por parentes, amigos e tutores, da sociedade que nos envolve, na qual evoluímos e, finalmente, pelo nosso livre arbítrio.
WWW.FILOZUFANDUS.COM
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Sem informações de EXIF