foto user
Ruy Santos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Retratos/Marta
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Retratos/Marta
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
Hoje, a tecnologia coloca o mundo na palma da mão, até mesmo em Monforte da Beira Baixa

Fado Menor
Ana Moura

Os teus olhos são dois círios
Dando luz triste ao meu rosto
Os teus olhos são dois círios
Dando luz triste ao meu rosto
Marcado pelos martírios
Da saudade e do desgosto.

Marcado pelos martírios
Da saudade e do desgosto.

Quando oiço bater trindades
E a tarde já vai no fim
Quando oiço bater trindades
E a tarde já vai no fim
Eu peço às tuas saudades
Um padre nosso por mim.
Eu peço às tuas saudades
Um padre nosso por mim.

Mas não sabes fazer preces
Não tens saudades nem pranto
Mas não sabes fazer preces
Não tens saudades nem pranto
Por que é que tu me aborreces
Por que é que eu te quero tanto?
Por que é que tu me aborreces
Por que é que eu te quero tanto?

És para meu desespero
Como as nuvens que andam altas
És para meu desespero
Como as nuvens que andam altas
Todos os dias te espero
Todos os dias me faltas.
Todos os dias te espero
Todos os dias me faltas.
exif / informação técnica
Máquina: Nikon Corporation
Modelo: NIKON D3000
Programa: Manual
Exposição (EV+/-): 0 EV
Exposição: 1/20s
Abertura: f/5
ISO: 3200
Dist. Focal: 32 mm
Dist. Focal 35mm: 48 mm
Software: Adobe Photoshop Lightroom 4.1 (Windows)

favorita de 0
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
Marta
Hoje, a tecnologia coloca o mundo na palma da mão, até mesmo em Monforte da Beira Baixa

Fado Menor
Ana Moura

Os teus olhos são dois círios
Dando luz triste ao meu rosto
Os teus olhos são dois círios
Dando luz triste ao meu rosto
Marcado pelos martírios
Da saudade e do desgosto.

Marcado pelos martírios
Da saudade e do desgosto.

Quando oiço bater trindades
E a tarde já vai no fim
Quando oiço bater trindades
E a tarde já vai no fim
Eu peço às tuas saudades
Um padre nosso por mim.
Eu peço às tuas saudades
Um padre nosso por mim.

Mas não sabes fazer preces
Não tens saudades nem pranto
Mas não sabes fazer preces
Não tens saudades nem pranto
Por que é que tu me aborreces
Por que é que eu te quero tanto?
Por que é que tu me aborreces
Por que é que eu te quero tanto?

És para meu desespero
Como as nuvens que andam altas
És para meu desespero
Como as nuvens que andam altas
Todos os dias te espero
Todos os dias me faltas.
Todos os dias te espero
Todos os dias me faltas.
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: Nikon Corporation
Modelo: NIKON D3000
Programa: Manual
Exposição (EV+/-): 0 EV
Exposição: 1/20s
Abertura: f/5
ISO: 3200
Dist. Focal: 32 mm
Dist. Focal 35mm: 48 mm
Software: Adobe Photoshop Lightroom 4.1 (Windows)


favorita de (0)