foto user
JOÃO DE DEUS PEREIRA
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/Jordão I
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/Jordão I
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
PIAS - Os Jordões em Pias



"Tal como Jesus, João Baptista teve o seu nascimento igualmente anunciado por um anjo. Destinado a ser o "Profeta do Altíssimo", começou a pregar muito cedo, no deserto da Judeía e nas margens do Rio Jordão, baptizando todos aqueles que o seguiam com água - sinal de pureza - incluindo o próprio Jesus. João Baptista, quando baptizava pregava um baptismo de conversão, anunciando a vinda de um Salvador, pois o reino dos céus havia chegado."


Em homenagem a São João, realiza-se por ocasião dos Santos Populares, uma manifestação de cariz religioso associada a alguns elementos pagãos. Uma tradição que se tem vindo a perder, mas que, talvez precisamente por isso, tem vindo a ganhar mais força nos últimos anos em Pias, a única localidade em todo o país onde a tradição se mantém viva.


Para além de ser motivo de grande orgulho das gentes da terra, os Jordões tem feito as delicias de alunos de ciências sociais e de alguns estudiosos, que se têm dedicado à desconstrução do símbolismo que encerra, ao seu significado religioso, às alterações que tem vindo a sofrer ao longo dos tempos.


O Jordão pretende ser uma recriação do ambiente do rio Jordão, onde os visitantes se purificam com água benta. Uma divisão da casa é integralmente forrada de folhas de faia e de palmeira, e decorada com flores coloridas. Figuras de São Pedro, Santo António e São João adornam as paredes, abundantemente decoradas com fitas e balões de papel. A parede central tem um altar dedicado a São João e um amplo recipiente com água benta.

Nos dias em que se celebram os Santos Populares, canta-se a São João. Grupos de homens e mulheres vão visitar os vários Jordões cantando as tradicionais quadras. No final, os cantadores comem tremoços e frutos secos e bebem cerveja e vinho. Depois seguem rumo aos mastros, onde os bailaricos duram pela noite dentro.


Primeiro a devoção religiosa, o ritual da oração e da purificação, depois, as fogueiras e as danças pagãs herdadas da tradição celta e druída. A união do sagrado e do profano tão enraizado nos hábitos e costumes desta terra que, para quem cá mora, já nem há razão para os questionar.
exif / informação técnica
Maquina: Canon�
Modelo: Canon EOS 350D DIGITAL�
Exposição: 1/6 sec
Abertura: f 4
ISO: 800
MeteringMode: Multi-Segment
Flash: No Flash
Dist.Focal: 18 mm

favorita de 0
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
Jordão I
PIAS - Os Jordões em Pias



"Tal como Jesus, João Baptista teve o seu nascimento igualmente anunciado por um anjo. Destinado a ser o "Profeta do Altíssimo", começou a pregar muito cedo, no deserto da Judeía e nas margens do Rio Jordão, baptizando todos aqueles que o seguiam com água - sinal de pureza - incluindo o próprio Jesus. João Baptista, quando baptizava pregava um baptismo de conversão, anunciando a vinda de um Salvador, pois o reino dos céus havia chegado."


Em homenagem a São João, realiza-se por ocasião dos Santos Populares, uma manifestação de cariz religioso associada a alguns elementos pagãos. Uma tradição que se tem vindo a perder, mas que, talvez precisamente por isso, tem vindo a ganhar mais força nos últimos anos em Pias, a única localidade em todo o país onde a tradição se mantém viva.


Para além de ser motivo de grande orgulho das gentes da terra, os Jordões tem feito as delicias de alunos de ciências sociais e de alguns estudiosos, que se têm dedicado à desconstrução do símbolismo que encerra, ao seu significado religioso, às alterações que tem vindo a sofrer ao longo dos tempos.


O Jordão pretende ser uma recriação do ambiente do rio Jordão, onde os visitantes se purificam com água benta. Uma divisão da casa é integralmente forrada de folhas de faia e de palmeira, e decorada com flores coloridas. Figuras de São Pedro, Santo António e São João adornam as paredes, abundantemente decoradas com fitas e balões de papel. A parede central tem um altar dedicado a São João e um amplo recipiente com água benta.

Nos dias em que se celebram os Santos Populares, canta-se a São João. Grupos de homens e mulheres vão visitar os vários Jordões cantando as tradicionais quadras. No final, os cantadores comem tremoços e frutos secos e bebem cerveja e vinho. Depois seguem rumo aos mastros, onde os bailaricos duram pela noite dentro.


Primeiro a devoção religiosa, o ritual da oração e da purificação, depois, as fogueiras e as danças pagãs herdadas da tradição celta e druída. A união do sagrado e do profano tão enraizado nos hábitos e costumes desta terra que, para quem cá mora, já nem há razão para os questionar.
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Maquina: Canon�
Modelo: Canon EOS 350D DIGITAL�
Exposição: 1/6 sec
Abertura: f 4
ISO: 800
MeteringMode: Multi-Segment
Flash: No Flash
Dist.Focal: 18 mm