foto user
Antonio Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/Igreja do Mosteiro de Grijó - I I
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/Igreja do Mosteiro de Grijó - I I
voltar lista nav-leftnav-right

Igreja do Mosteiro de Grijó - I I

fotografias > 

Outros

2020-06-29 11:24:50
Ver no mapa
comentários (42) galardões descrição exif favorita de (46)
descrição
De acordo com a tradição, o primitivo mosteiro foi fundado em 922, no lugar de Muraceses por dois clérigos, Guterre e Ausindo Soares, vindo a adotar a regra e o hábito da Ordem de Santo Agostinho em 938.
No ano de 1112 foi transferido para a atual localização. A igreja do novo mosteiro foi sagrada em 1235 pelo então bispo da Diocese do Porto, D. Pedro (IV) Salvadores (1235-1247).
O complexo conventual é constituído pela igreja, de planta longitudinal de nave única, e pelas dependências conventuais, situadas à direita, com claustro de planta quadrada. A fachada principal da igreja divide-se em três registos, possuindo no primeiro galilé, à qual se tem acesso por arcada. Sobre esta, um entablamento divide este espaço do segundo registo, que possui ao centro janelão rasgado a toda a altura, ladeado por dois nichos com as imagens de São Pedro e São Paulo, encimados por janelas quadradas. As pilastras que ladeiam os nichos são estriadas, com terço inferior decorado por motivos florais. O registo é rematado por entablamento. A fachada é coroada por frontão triangular interrompido, antecedido por varandim, com duplos pináculos sobre acrotério e relógio ao centro, emoldurado e encimado por pináculos e cruz.
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3300
Exposição: 1/500 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/11
ISO: 400
Dist.Focal: 22mm
Dist.Focal (35mm): 33 mm
Software: Ver.1.00

favorita de 46
galardões
Esta foto não tem galardões
Igreja do Mosteiro de Grijó - I I
De acordo com a tradição, o primitivo mosteiro foi fundado em 922, no lugar de Muraceses por dois clérigos, Guterre e Ausindo Soares, vindo a adotar a regra e o hábito da Ordem de Santo Agostinho em 938.
No ano de 1112 foi transferido para a atual localização. A igreja do novo mosteiro foi sagrada em 1235 pelo então bispo da Diocese do Porto, D. Pedro (IV) Salvadores (1235-1247).
O complexo conventual é constituído pela igreja, de planta longitudinal de nave única, e pelas dependências conventuais, situadas à direita, com claustro de planta quadrada. A fachada principal da igreja divide-se em três registos, possuindo no primeiro galilé, à qual se tem acesso por arcada. Sobre esta, um entablamento divide este espaço do segundo registo, que possui ao centro janelão rasgado a toda a altura, ladeado por dois nichos com as imagens de São Pedro e São Paulo, encimados por janelas quadradas. As pilastras que ladeiam os nichos são estriadas, com terço inferior decorado por motivos florais. O registo é rematado por entablamento. A fachada é coroada por frontão triangular interrompido, antecedido por varandim, com duplos pináculos sobre acrotério e relógio ao centro, emoldurado e encimado por pináculos e cruz.
Tag’s: Grijó,V.N.de Gaia,Porto,Avintes,Espinho. Santa Maria da Feira
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3300
Exposição: 1/500 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/11
ISO: 400
Dist.Focal: 22mm
Dist.Focal (35mm): 33 mm
Software: Ver.1.00


favorita de (46)