foto user
Antonio Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/Elétricos do Porto
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/Elétricos do Porto
voltar lista nav-leftnav-right

Elétricos do Porto

fotografias > 

Gentes e Locais

2020-11-19 11:16:53
comentários (55) galardões descrição exif favorita de (61)
descrição
Este texto é baseado nas experiências que passei e no gozo que me deu andar nestes velho e saudosos transportes da cidade do Porto.
Até que enfim...o Eléctrico voltou à cidade do Porto.
Nos meus tempos de criança, e até há cerca de trinta anos atrás, os Eléctricos eram um transporte de eleição, havia Eléctricos que percorriam a cidade e arredores, transportando pessoas e bens, sim porque havia, naquele tempo um Eléctrico que tinha um atrelado de mercadorias, na qual transportava as canastras das peixeiras; havia também o Eléctrico com atrelado, que era chamado Eléctrico operário, que circulava de manhã, e ao fim da tarde, e fazia o transporte das pessoas que normalmente trabalhavam nas fábricas de conservas de Matosinhos, entre muitas outras que estavam espalhadas pela cidade. Havia também o Eléctrico preto, que fazia o transporte do carvão de S .Pedro da Cova para o Porto. Poderia estar aqui a encher esta página, que ela não chegava para enumerar as virtudes deste belo meio de transporte, que tantas delicias fez aos mais velhos, e tanto gozo deu aos mais novos, digo gozo, porque o nosso passatempo preferido (meu, e dos rapazes da minha idade) era andar atrás dos Eléctricos, ou melhor (andar à "guna"), como naquele tempo se dizia, mas o progresso (se isso se pode chamar), não perdoa e os Eléctricos acabaram. Alguns foram vendidos, outros desmantelados, e o portuense triste e desgostoso, lá foi vivendo de recordações, e sem poder mostrar aos filhos, que muitas vezes nos perguntavam coisas sobre os Eléctricos, e nós lá lhes explicávamos as nossas experiências de pequeno. E quando muito, mostrávamos fotografias onde eles apareciam. Mas alegrem-se Portuenses, o Eléctrico voltou... Nós outrora ("putos"), hoje pais de família, podemos pois mostrar aos nossos filhos o que era o nosso transporte, e dos nossos pais, que tanto gozo nos deu, e certamente voltará a dar. Aos mais novos que nunca andaram de Eléctrico na cidade, vão pois concretizar esse desejo, e quem sabe talvez influenciados pelos pais, também eles vão gozar, e um dia dirão aos seus filhos, as alegrias e os prazeres que tiveram com o Eléctrico. Bem-vindo seja o regresso do Carro Elétrico à cidade do Porto.

Texto de:
António Ramos
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3300
Exposição: 10/3200
Abertura: f/9.0
ISO: 200
Distância Focal: 180/10
Software: Ver.1.00
favorita de 61
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
Elétricos do Porto
Este texto é baseado nas experiências que passei e no gozo que me deu andar nestes velho e saudosos transportes da cidade do Porto.
Até que enfim...o Eléctrico voltou à cidade do Porto.
Nos meus tempos de criança, e até há cerca de trinta anos atrás, os Eléctricos eram um transporte de eleição, havia Eléctricos que percorriam a cidade e arredores, transportando pessoas e bens, sim porque havia, naquele tempo um Eléctrico que tinha um atrelado de mercadorias, na qual transportava as canastras das peixeiras; havia também o Eléctrico com atrelado, que era chamado Eléctrico operário, que circulava de manhã, e ao fim da tarde, e fazia o transporte das pessoas que normalmente trabalhavam nas fábricas de conservas de Matosinhos, entre muitas outras que estavam espalhadas pela cidade. Havia também o Eléctrico preto, que fazia o transporte do carvão de S .Pedro da Cova para o Porto. Poderia estar aqui a encher esta página, que ela não chegava para enumerar as virtudes deste belo meio de transporte, que tantas delicias fez aos mais velhos, e tanto gozo deu aos mais novos, digo gozo, porque o nosso passatempo preferido (meu, e dos rapazes da minha idade) era andar atrás dos Eléctricos, ou melhor (andar à "guna"), como naquele tempo se dizia, mas o progresso (se isso se pode chamar), não perdoa e os Eléctricos acabaram. Alguns foram vendidos, outros desmantelados, e o portuense triste e desgostoso, lá foi vivendo de recordações, e sem poder mostrar aos filhos, que muitas vezes nos perguntavam coisas sobre os Eléctricos, e nós lá lhes explicávamos as nossas experiências de pequeno. E quando muito, mostrávamos fotografias onde eles apareciam. Mas alegrem-se Portuenses, o Eléctrico voltou... Nós outrora ("putos"), hoje pais de família, podemos pois mostrar aos nossos filhos o que era o nosso transporte, e dos nossos pais, que tanto gozo nos deu, e certamente voltará a dar. Aos mais novos que nunca andaram de Eléctrico na cidade, vão pois concretizar esse desejo, e quem sabe talvez influenciados pelos pais, também eles vão gozar, e um dia dirão aos seus filhos, as alegrias e os prazeres que tiveram com o Eléctrico. Bem-vindo seja o regresso do Carro Elétrico à cidade do Porto.

Texto de:
António Ramos
Tag’s: Porto,Braga,Matosinhos,V.N.Gaia,Vila do Conde,Póvoa de Varzim Ribeira,Massarelos,Miragaia,Lordelo do Ouro,Foz do Douro,Aldoar,Paranhos,Campanhã,Bonfim
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D3300
Exposição: 10/3200
Abertura: f/9.0
ISO: 200
Distância Focal: 180/10
Software: Ver.1.00

favorita de (61)