foto user
Antonio Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/Castêlo da Maia (Abra a imagem e leia o texto p.f.
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/Castêlo da Maia (Abra a imagem e leia o texto p.f.
voltar lista nav-leftnav-right

Castêlo da Maia (Abra a imagem e leia o texto p.f.

fotografias > 

Gentes e Locais

2019-08-26 17:16:24
Ver no mapa
comentários (65) galardões descrição exif favorita de (69)
descrição

Celebraram-se as cebolas com uma feira centenária

A Feira das Cebolas é uma tradição anual com mais de cem anos, que está de regresso a 25 e 26 de Agosto ao Castêlo da Maia, no âmbito das Festas em Honra de Santo Ovídio. De entrada gratuita, o evento, que ocorre sábado e domingo, das 9h às 23h, inclui venda de cebolas, actividades ao vivo de gastronomia tradicional (confeccionada no local), doçaria e pão tradicional, fumeiro, olaria e rusgas, que contam com a participação de grupos regionais e folclóricos da Maia.
No espaço envolvente ao Monte de Santo Ovídio e do Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, vários espaços e vivências da tradicional feira serão retratados. Da forma mais aproximada possível, será recriado um momento de festa, convívio e encontro de pessoas. Tal como se pode ler no portal da autarquia, o grande objectivo deste evento é “sensibilizar toda a comunidade para a defesa e salvaguarda do património material e imaterial e motivar a população a preservar e reproduzir as suas tradições e vivências, de forma a perpetuar as memórias do passado”.
Num local e numa época do ano em que os produtores locais aproveitam esta feira para vender os seus cabos de cebolas – que põem à volta do pescoço em forma de colar –, “compram-se cebolas de grande qualidade, porque há um certo brio por parte dos produtores em apresentar os seus melhores produtos”, Outras das finalidades do evento são, como explicou Vítor Dias, “a dinamização económica e a necessidade de promoção das cebolas”. E, “num momento em que as questões da identidade são delicadas, porque as pessoas procuram alguma identificação com o lugar onde vivem, bem como tradições que dão sentido à sua pertença”.

exif / informação técnica
Máquina: samsung
Modelo: SM-A750FN
Exposição: 1/621 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/1.7
ISO: 40
Dist.Focal: 3.93mm
Dist.Focal (35mm): 27 mm
Software: A750FNXXU1BSG1

favorita de 69
galardões
Esta foto não tem galardões
Castêlo da Maia (Abra a imagem e leia o texto p.f.

Celebraram-se as cebolas com uma feira centenária

A Feira das Cebolas é uma tradição anual com mais de cem anos, que está de regresso a 25 e 26 de Agosto ao Castêlo da Maia, no âmbito das Festas em Honra de Santo Ovídio. De entrada gratuita, o evento, que ocorre sábado e domingo, das 9h às 23h, inclui venda de cebolas, actividades ao vivo de gastronomia tradicional (confeccionada no local), doçaria e pão tradicional, fumeiro, olaria e rusgas, que contam com a participação de grupos regionais e folclóricos da Maia.
No espaço envolvente ao Monte de Santo Ovídio e do Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, vários espaços e vivências da tradicional feira serão retratados. Da forma mais aproximada possível, será recriado um momento de festa, convívio e encontro de pessoas. Tal como se pode ler no portal da autarquia, o grande objectivo deste evento é “sensibilizar toda a comunidade para a defesa e salvaguarda do património material e imaterial e motivar a população a preservar e reproduzir as suas tradições e vivências, de forma a perpetuar as memórias do passado”.
Num local e numa época do ano em que os produtores locais aproveitam esta feira para vender os seus cabos de cebolas – que põem à volta do pescoço em forma de colar –, “compram-se cebolas de grande qualidade, porque há um certo brio por parte dos produtores em apresentar os seus melhores produtos”, Outras das finalidades do evento são, como explicou Vítor Dias, “a dinamização económica e a necessidade de promoção das cebolas”. E, “num momento em que as questões da identidade são delicadas, porque as pessoas procuram alguma identificação com o lugar onde vivem, bem como tradições que dão sentido à sua pertença”.

Tag’s: Castelo da Maia,Maia,Nogueira da Maia,Porto,S.M. de Infesta
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: samsung
Modelo: SM-A750FN
Exposição: 1/621 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/1.7
ISO: 40
Dist.Focal: 3.93mm
Dist.Focal (35mm): 27 mm
Software: A750FNXXU1BSG1


favorita de (69)