foto user
nelsoNGomes
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/arte xávega (II)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/arte xávega (II)
voltar lista nav-leftnav-right

arte xávega (II)

fotografias > 

Gentes e Locais

2012-10-15 23:14:21
comentários (57) galardões descrição exif favorita de (17)
descrição
Xávega vem do árabe "xábaka", que significa rede para pesca de arrasto, acabando também por emprestar o nome ao barco. Distingue-se dos outros tipos de pesca de arrasto, porque uma extremidade da rede fica em terra, enquanto a outra é levada para o mar por uma embarcação. Em tempos passados, a bordo dos barcos seguiam muitos homens, essenciais para remar e, em terra, as redes eram puxadas por bois. Quem assistia espantava-se, pois parecia que os animais estavam a "lavrar o mar". Atualmente, a força humana foi substituída pelo motor; os remos apenas servem de companhia e as redes são puxadas por tratores. Aos homens cabe-lhes a destreza de um "bom lanço". Devido a fatores de ordem económica e social, a Arte Xávega entrou em desuso, no entanto, são vários os locais que fazem a sua recriação, com o objetivo de reavivar os aspetos mais emblemáticos da cultura marítima local.
Praia da Tocha, agosto de 2012.
...
Dedicada ao amigo Dilvandro Mendonça (olhares.com/dilvandro), que é pescador, de imagens inclusive.
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 60D
Exposição: 1/640
Abertura: f/5.6
ISO: 100
MeteringMode: Pattern
Flash: Não
Dist. Focal: 100 mm

favorita de 17
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
arte xávega (II)
Xávega vem do árabe "xábaka", que significa rede para pesca de arrasto, acabando também por emprestar o nome ao barco. Distingue-se dos outros tipos de pesca de arrasto, porque uma extremidade da rede fica em terra, enquanto a outra é levada para o mar por uma embarcação. Em tempos passados, a bordo dos barcos seguiam muitos homens, essenciais para remar e, em terra, as redes eram puxadas por bois. Quem assistia espantava-se, pois parecia que os animais estavam a "lavrar o mar". Atualmente, a força humana foi substituída pelo motor; os remos apenas servem de companhia e as redes são puxadas por tratores. Aos homens cabe-lhes a destreza de um "bom lanço". Devido a fatores de ordem económica e social, a Arte Xávega entrou em desuso, no entanto, são vários os locais que fazem a sua recriação, com o objetivo de reavivar os aspetos mais emblemáticos da cultura marítima local.
Praia da Tocha, agosto de 2012.
...
Dedicada ao amigo Dilvandro Mendonça (olhares.com/dilvandro), que é pescador, de imagens inclusive.
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 60D
Exposição: 1/640
Abertura: f/5.6
ISO: 100
MeteringMode: Pattern
Flash: Não
Dist. Focal: 100 mm


favorita de (17)