foto user
Pedro Morais
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Outros/Ai a minha vida
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Outros/Ai a minha vida
voltar lista nav-leftnav-right

Ai a minha vida

fotografias > 

Outros

2005-10-20 13:11:55
comentários (2) galardões descrição exif favorita de (1)
descrição
Estátua que encontrei no Museu d'Orsay.
Quando o vi, lembrei-me de uma música dos Xutos.... "Dia de S. Receber" e que às tantas diz "Ai a minha vida!"
exif / informação técnica
Modelo: DC 2072S�
Exposição: 1/15 sec
ISO: 200
MeteringMode: Center Weighted Average
Flash: No Flash
Dist.Focal: 9 mm


Dia de S. Receber

Embora falar da arte
Da arte de sobreviver
Daquela que se descobre
Quando não há que comer
Há os que roubam ao banco
Os que não pagam por prazer
Os que pedem emprestado
E os que fazem render

Este dia a dia é duro
É duro de se levar
É de casa pró trabalho
E do trabalho pró lar

Leva assim uma vida
Na boínha sem pensar
Mas há-de chegar o dia
Em que tens de me pagar

Ai é o dia
De S. Receber

Dia de S. Receber

Já não chega o que nos
Tiram à hora de pagar
É difícil comer solas
Estufadas ao jantar
De histórias mal contadas
Anda meio mundo a viver
Enquanto o outro meio
Fica à espera de receber

Ai é o dia de S. Receber
Dia de S. Receber

Ai a minha vida
Ai a minha vida

É assim esta diálise
Entre o deve e o haver
Sei que para o patrão custa
Enfrentar este dever
O dinheiro para mim não conta
Eu trabalho por prazer
Mas o dia que eu mais gosto
É o dia de S. Receber


letra: Tim
música: Xutos & Pontapés
favorita de 1
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões
Ai a minha vida
Estátua que encontrei no Museu d'Orsay.
Quando o vi, lembrei-me de uma música dos Xutos.... "Dia de S. Receber" e que às tantas diz "Ai a minha vida!"
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Modelo: DC 2072S�
Exposição: 1/15 sec
ISO: 200
MeteringMode: Center Weighted Average
Flash: No Flash
Dist.Focal: 9 mm


Dia de S. Receber

Embora falar da arte
Da arte de sobreviver
Daquela que se descobre
Quando não há que comer
Há os que roubam ao banco
Os que não pagam por prazer
Os que pedem emprestado
E os que fazem render

Este dia a dia é duro
É duro de se levar
É de casa pró trabalho
E do trabalho pró lar

Leva assim uma vida
Na boínha sem pensar
Mas há-de chegar o dia
Em que tens de me pagar

Ai é o dia
De S. Receber

Dia de S. Receber

Já não chega o que nos
Tiram à hora de pagar
É difícil comer solas
Estufadas ao jantar
De histórias mal contadas
Anda meio mundo a viver
Enquanto o outro meio
Fica à espera de receber

Ai é o dia de S. Receber
Dia de S. Receber

Ai a minha vida
Ai a minha vida

É assim esta diálise
Entre o deve e o haver
Sei que para o patrão custa
Enfrentar este dever
O dinheiro para mim não conta
Eu trabalho por prazer
Mas o dia que eu mais gosto
É o dia de S. Receber


letra: Tim
música: Xutos & Pontapés