foto user
José Ramos
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/A Subida das Almas
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/A Subida das Almas
voltar lista nav-leftnav-right

A Subida das Almas

fotografias > 

Paisagem Natural

2020-09-21 14:24:48
comentários (10) galardões descrição exif favorita de (19)
descrição
"A Subida das Almas"

Chegar aos locais de correntes selvagens e imprevisíveis, ficar, esperar, dar tempo ao mar para que se revele e leia as nossas intenções. O som é ensurdecedor, mas a sua cadência traz-lhe algo de misteriosamente calmo e hipnotizante. À medida que a luz desce, a alma sobe.

A pisada é incerta e escorregadia, mas o corpo adapta-se, encontrando nessa adrenalina de malabarismo o jogo de desafio e conquista de mais uma tarde em busca das sombras. E à medida que a luz desce, a alma sobe.

Milhões de anos de erosão construiram templos recheados de esculturas caprichosas, a que prestamos a reverência de quem procura uma paz que sempre foge. E à medida que a luz desce, a alma sobe.

Aos nossos pés, o fenómeno incrível de eterno aperfeiçoamento de pedras que rolam incessantemente, em dores que modelam o corpo, embates que um dia reflectirão finalmente luz.

À medida que a luz desce, a alma sobe, e por breves instantes nada mais importa.


Local: Praia da Adraga, Sintra


Sony a7R + Zeiss 16-35mm f4 | Exposição: 30 segundos | Abertura: f10 | ISO: 100 | 4 stops full ND Nisi | 3 stops Reverse Grad Nisi | Tripé FLM
exif / informação técnica
Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 30 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/10
ISO: 100
Dist.Focal: 22mm
Dist.Focal (35mm): 22 mm
Software: Adobe Photoshop 21.2 (Windows)

favorita de 19
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular
  • galardão curador
    curador
  • galardão curador
    curador
A Subida das Almas
"A Subida das Almas"

Chegar aos locais de correntes selvagens e imprevisíveis, ficar, esperar, dar tempo ao mar para que se revele e leia as nossas intenções. O som é ensurdecedor, mas a sua cadência traz-lhe algo de misteriosamente calmo e hipnotizante. À medida que a luz desce, a alma sobe.

A pisada é incerta e escorregadia, mas o corpo adapta-se, encontrando nessa adrenalina de malabarismo o jogo de desafio e conquista de mais uma tarde em busca das sombras. E à medida que a luz desce, a alma sobe.

Milhões de anos de erosão construiram templos recheados de esculturas caprichosas, a que prestamos a reverência de quem procura uma paz que sempre foge. E à medida que a luz desce, a alma sobe.

Aos nossos pés, o fenómeno incrível de eterno aperfeiçoamento de pedras que rolam incessantemente, em dores que modelam o corpo, embates que um dia reflectirão finalmente luz.

À medida que a luz desce, a alma sobe, e por breves instantes nada mais importa.


Local: Praia da Adraga, Sintra


Sony a7R + Zeiss 16-35mm f4 | Exposição: 30 segundos | Abertura: f10 | ISO: 100 | 4 stops full ND Nisi | 3 stops Reverse Grad Nisi | Tripé FLM
Tag’s: adraga,sintra,portugal,longa exposição,pôr do sol
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular
  • galardão curador
    curador

Máquina: SONY
Modelo: ILCE-7R
Exposição: 30 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/10
ISO: 100
Dist.Focal: 22mm
Dist.Focal (35mm): 22 mm
Software: Adobe Photoshop 21.2 (Windows)


favorita de (19)