foto user
João Sezinando
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Retratos/A inexorável lei do karma
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Retratos/A inexorável lei do karma
voltar lista nav-leftnav-right

A inexorável lei do karma

fotografias > 

Retratos

2022-04-17 10:46:49
comentários (25) galardões descrição exif favorita de (45)
descrição
- Zaohguo, lembras-te da historia da Lei do Karma?
- Qual delas Maocheng?
- A que foi dita pela primeira vez por Sariputra!
- O discípulo de Buda?
- Sim, ele mesmo.
- Recorda-me por favor, o meu cérebro por vezes parece adormecido…
- “Quando certa vez um monge passava por uma aldeia para espalhar o Ensinamento, viu por uma janela uma mulher que segurava num braço um bebé e com a outra mão, dava uma sardinha a um cão.
Com a sua visão clarividente e atemporal, o monge viu que todos eles estavam ligados no passado, numa existência anterior. Aquela mulher tinha sido casada com um homem cruel, que a maltratava, ofendendo-a e batendo-lhe com frequência. Ela tinha-se apaixonado por um outro homem, um homem bom, que foi morto pelo marido e pelo pai dela.
Nesta existência actual, tinham-se todos voltado a encontrar. No entanto as circunstâncias eram diferentes devido à lei do Karma.
O bebé era o homem bom por quem ela se tinha apaixonado, a sardinha era o seu marido da existência anterior e o cão era o seu pai…”
- A Lei do karma acaba sempre por castigar quem não respeita as Leis da vida, não é Zaohguo?
- Maocheng, diz o Sábio: “Ninguém pode escapar às consequências dos seus actos!”
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D850
Exposição: 1/1250
Abertura: f/2.8
ISO: 400
Distância Focal: 700/10
Software: Adobe Photoshop CS6 (Windows)
favorita de 45
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão partilhas
    partilhas
A inexorável lei do karma
- Zaohguo, lembras-te da historia da Lei do Karma?
- Qual delas Maocheng?
- A que foi dita pela primeira vez por Sariputra!
- O discípulo de Buda?
- Sim, ele mesmo.
- Recorda-me por favor, o meu cérebro por vezes parece adormecido…
- “Quando certa vez um monge passava por uma aldeia para espalhar o Ensinamento, viu por uma janela uma mulher que segurava num braço um bebé e com a outra mão, dava uma sardinha a um cão.
Com a sua visão clarividente e atemporal, o monge viu que todos eles estavam ligados no passado, numa existência anterior. Aquela mulher tinha sido casada com um homem cruel, que a maltratava, ofendendo-a e batendo-lhe com frequência. Ela tinha-se apaixonado por um outro homem, um homem bom, que foi morto pelo marido e pelo pai dela.
Nesta existência actual, tinham-se todos voltado a encontrar. No entanto as circunstâncias eram diferentes devido à lei do Karma.
O bebé era o homem bom por quem ela se tinha apaixonado, a sardinha era o seu marido da existência anterior e o cão era o seu pai…”
- A Lei do karma acaba sempre por castigar quem não respeita as Leis da vida, não é Zaohguo?
- Maocheng, diz o Sábio: “Ninguém pode escapar às consequências dos seus actos!”
Tag’s: Monges,budismo,religião,p&B
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão partilhas
    partilhas

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D850
Exposição: 1/1250
Abertura: f/2.8
ISO: 400
Distância Focal: 700/10
Software: Adobe Photoshop CS6 (Windows)

favorita de (45)