foto user
Dolores Marques
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Gentes e Locais/A Culpa
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Gentes e Locais/A Culpa
voltar lista nav-leftnav-right
descrição
A Culpa

Era o melhor tempo para pensar, sem tempo
certo para rezar, trancada por dentro das portas
e das janelas abertas ao pensamento

Era ali que se confessava, senhora do melhor cálice
purificada naquele altar,
clemente, suplicava pelo maior parto da noite
em purpurinos choros


Era um costume antigo, decorado com vagar,
a contar nas vidraças quebradas,
os estilhaços de um amor vivido às pressas


Era um sabor assexuado, o primeiro beijo,
julgando ser uma miragem, o encanto das luas novas,
quando de barrigas cheias


Era um saber escrever, sem ter aprendido a ler,
onde rabiscava todo o tempo,
num legado pedaço de terra, ainda por lavrar

Era um saber, de cor, a soma das misérias,
no apartar das sementes,

- as boas, as ruins, as magras e as gordas que
vingassem às primeiras chuvas, depois de aliviadas
pelos corgos, as trovoadas

Culpava-se do vil pecado, sem praguejar ao tempo,
e ateava-o com a chama ainda viva na lareira,
clamando por uma hora vazia no pensamento

Dakini
https://youtu.be/VK4mL0NXgpE

Foto na serra do Montemuro
exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon DIGITAL IXUS 95 IS
Exposição: 1/320 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/4.5
ISO: 80
Dist.Focal: 14.303mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape

favorita de 70
galardões
Esta foto não tem galardões
A Culpa
A Culpa

Era o melhor tempo para pensar, sem tempo
certo para rezar, trancada por dentro das portas
e das janelas abertas ao pensamento

Era ali que se confessava, senhora do melhor cálice
purificada naquele altar,
clemente, suplicava pelo maior parto da noite
em purpurinos choros


Era um costume antigo, decorado com vagar,
a contar nas vidraças quebradas,
os estilhaços de um amor vivido às pressas


Era um sabor assexuado, o primeiro beijo,
julgando ser uma miragem, o encanto das luas novas,
quando de barrigas cheias


Era um saber escrever, sem ter aprendido a ler,
onde rabiscava todo o tempo,
num legado pedaço de terra, ainda por lavrar

Era um saber, de cor, a soma das misérias,
no apartar das sementes,

- as boas, as ruins, as magras e as gordas que
vingassem às primeiras chuvas, depois de aliviadas
pelos corgos, as trovoadas

Culpava-se do vil pecado, sem praguejar ao tempo,
e ateava-o com a chama ainda viva na lareira,
clamando por uma hora vazia no pensamento

Dakini
https://youtu.be/VK4mL0NXgpE

Foto na serra do Montemuro
Tag’s: a culpa,pensamento,rezas,altar
comentários
galardões
Esta foto não tem galardões

Máquina: Canon
Modelo: Canon DIGITAL IXUS 95 IS
Exposição: 1/320 sec
Exposição (EV+/-): 0 step
Abertura: f/4.5
ISO: 80
Dist.Focal: 14.303mm
Dist.Focal (35mm):
Software: PhotoScape


favorita de (70)