foto user
.Samuel Caldeira.
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
História/A Basilica (I)
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
História/A Basilica (I)
voltar lista nav-leftnav-right

A Basilica (I)

fotografias > 

História

2005-04-04 08:20:00
comentários (3) galardões descrição exif favorita de (2)
descrição
Mandado construir por D. João V, o Real Convento de Mafra é o mais importante monumento do barroco português. O conjunto arquitectónico desenvolve-se simetricamente a partir de um eixo central, a basílica, ponto principal de uma longa fachada ladeada por dois torreões, localizando-se na sua zona posterior o recinto conventual da Ordem de São Francisco da Província da Arrábida. A direcção da obra coube a João Frederico Ludovice, ourives alemão, com formação de arquitectura em Itália, que adoptou um modelo barroco classicizante, inspirado na Roma papal, e de influência berniniana, onde não faltam igualmente elementos borrominianos, nomeadamente nas torres, e algumas influências germânicas. As obras iniciaram-se em 1717, ano do lançamento da primeira pedra, e a 22 de Outubro de 1730, dia do 41º aniversário do rei, procedeu-se à sagração da basílica.
exif / informação técnica
Exposição: 1/6 sec
Abertura: f 2.63
ISO: 200
MeteringMode: Center Weighted Average
Flash: No Flash
Dist.Focal: 20.56 mm

Convento de Mafra
favorita de 2
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular
A Basilica (I)
Mandado construir por D. João V, o Real Convento de Mafra é o mais importante monumento do barroco português. O conjunto arquitectónico desenvolve-se simetricamente a partir de um eixo central, a basílica, ponto principal de uma longa fachada ladeada por dois torreões, localizando-se na sua zona posterior o recinto conventual da Ordem de São Francisco da Província da Arrábida. A direcção da obra coube a João Frederico Ludovice, ourives alemão, com formação de arquitectura em Itália, que adoptou um modelo barroco classicizante, inspirado na Roma papal, e de influência berniniana, onde não faltam igualmente elementos borrominianos, nomeadamente nas torres, e algumas influências germânicas. As obras iniciaram-se em 1717, ano do lançamento da primeira pedra, e a 22 de Outubro de 1730, dia do 41º aniversário do rei, procedeu-se à sagração da basílica.
comentários
galardões
  • galardão popular
    foto
    popular

Exposição: 1/6 sec
Abertura: f 2.63
ISO: 200
MeteringMode: Center Weighted Average
Flash: No Flash
Dist.Focal: 20.56 mm

Convento de Mafra

favorita de (2)