foto user
jorge pimenta
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Arquitetura/A arte do silêncio (19 de março: Ao meu Pai  )
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Arquitetura/A arte do silêncio (19 de março: Ao meu Pai  )
voltar lista nav-leftnav-right

A arte do silêncio (19 de março: Ao meu Pai )

fotografias > 

Arquitetura

2022-03-19 11:34:57
comentários (59) galardões descrição exif favorita de (80)
descrição
A tinta congela na esferográfica por te saber a respirar tão longe, Pai. Há palavras que carregam a espessura do sangue, palavras que iluminam os lugares escuros por onde as aves passam na corrida contra o frio, são palavras que chamam pelas nuvens e despedem a morte, palavras com erro, palavras-verdade, palavras que são todo o amplexo do dizer, capazes de mover a mais dura rocha pela raiz, mesmo se a tinta congela na esferográfica, Pai…
Mas, que importa? São apenas palavras, desenhos organizados à roda do pensamento, quando tu és os olhos a florir, árvore subida da terra, tempo incorruptível e fruto primeiro de cada estação, que importa, Pai, se já aprendemos a tocar o complexo instrumento do silêncio?...
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D750
Exposição: 10/8000
Abertura: f/7.1
ISO: 100
Distância Focal: 140/10
Software: Adobe Photoshop 21.0 (Windows)
favorita de 80
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular
A arte do silêncio (19 de março: Ao meu Pai )
A tinta congela na esferográfica por te saber a respirar tão longe, Pai. Há palavras que carregam a espessura do sangue, palavras que iluminam os lugares escuros por onde as aves passam na corrida contra o frio, são palavras que chamam pelas nuvens e despedem a morte, palavras com erro, palavras-verdade, palavras que são todo o amplexo do dizer, capazes de mover a mais dura rocha pela raiz, mesmo se a tinta congela na esferográfica, Pai…
Mas, que importa? São apenas palavras, desenhos organizados à roda do pensamento, quando tu és os olhos a florir, árvore subida da terra, tempo incorruptível e fruto primeiro de cada estação, que importa, Pai, se já aprendemos a tocar o complexo instrumento do silêncio?...
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D750
Exposição: 10/8000
Abertura: f/7.1
ISO: 100
Distância Focal: 140/10
Software: Adobe Photoshop 21.0 (Windows)

favorita de (80)