foto user
jorge pimenta
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Retratos/A alma do tempo
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Retratos/A alma do tempo
voltar lista nav-leftnav-right

A alma do tempo

fotografias > 

Retratos

2021-03-10 12:25:29
comentários (49) galardões descrição exif favorita de (69)
descrição
É manhã bem cedo, mas ali o dia já há muito começou. Não bato à porta, não anuncio o meu nome, sou apenas lente inominável a deslizar pela escadaria centenária, lá onde o olhar pousa no tempo e as paredes amarram gemidos de tantos calendários.
Mas, mesmo na palidez de um rosto sem idade, tudo ali mexe, tudo se agita, tudo freme, na vertigem do que adormece por saber que vai acordar, ele e o mundo: à esquerda, frutas e hortaliças; à direita, roupas estendidas; aqui, um gato canta às estrelas por pão; ali, um rosto ilude a água das grandes catástrofes e eu, de um lado para o outro, olhos de vidro sobre os objetos, cresço, faço-me maior, por perceber que ali se respira a seiva que ocupa o ar todo e nenhum silêncio.
E, a cada dia que passa, faz-se ainda mais eterno por ressuscitar da morte anterior.
exif / informação técnica
Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D610
Exposição: 10/1250
Abertura: f/2.5
ISO: 400
Distância Focal: 500/10
Software: Adobe Photoshop 21.0 (Windows)
favorita de 69
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular
A alma do tempo
É manhã bem cedo, mas ali o dia já há muito começou. Não bato à porta, não anuncio o meu nome, sou apenas lente inominável a deslizar pela escadaria centenária, lá onde o olhar pousa no tempo e as paredes amarram gemidos de tantos calendários.
Mas, mesmo na palidez de um rosto sem idade, tudo ali mexe, tudo se agita, tudo freme, na vertigem do que adormece por saber que vai acordar, ele e o mundo: à esquerda, frutas e hortaliças; à direita, roupas estendidas; aqui, um gato canta às estrelas por pão; ali, um rosto ilude a água das grandes catástrofes e eu, de um lado para o outro, olhos de vidro sobre os objetos, cresço, faço-me maior, por perceber que ali se respira a seiva que ocupa o ar todo e nenhum silêncio.
E, a cada dia que passa, faz-se ainda mais eterno por ressuscitar da morte anterior.
Tag’s: #desafioMulher
comentários
galardões
  • galardão a nossa escolha
    a nossa
    escolha
  • galardão popular
    foto
    popular

Máquina: NIKON CORPORATION
Modelo: NIKON D610
Exposição: 10/1250
Abertura: f/2.5
ISO: 400
Distância Focal: 500/10
Software: Adobe Photoshop 21.0 (Windows)

favorita de (69)