foto user
julia
nav-left nav-right
menu-mobile
Olhares
menu-mobile-right
Carregar
Paisagem Natural/(...)  uma mão de luz, avança ....
fullscreen voltar lista nav-leftnav-right
Paisagem Natural/(...)  uma mão de luz, avança ....
voltar lista nav-leftnav-right

(...) uma mão de luz, avança ....

fotografias > 

Paisagem Natural

2021-05-20 18:51:47
comentários (26) galardões descrição exif favorita de (40)
descrição
peniche (humano desconhecido)

(…)

Depois, um dia, no escuro, abrimos os olhos e adivinhamos uma espécie de limo húmido escorregando pelas paredes do quarto.
Sonhámos com uma mulher, mas de nada nos serviu.
Agora, no escuro, os objectos iluminam-se por dentro, tornando clara a nossa solidão.
Pomo-nos a nomeá-los, a colocá-los onde a mulher – no meio do sonho – os tinha colocado. Apercebemo-nos que é um trabalho inútil. Apenas nos é possível aprisioná-los sobre uma superfície branca.
Assustam-nos, estas ruínas de histórias.
E da treva ergue-se uma mão de luz, avança, e dum gesto irrompe aquilo que não sabemos ainda nomear.

(…)


al berto
o anjo mudo
« a casa desabitada»
(pag. 72 – ed. assírio & alvim)

Ao som de «Adam Baldych & Helge Lien / London Jazz Festival – Hallelujah»
https://www.youtube.com/watch?v=hfTb6pAaFIE


exif / informação técnica
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 600D
Exposição: 1/1250
Abertura: f/4.5
ISO: 100
Distância Focal: 84/1
Software: PaintShop Pro 21,00
favorita de 40
galardões
Esta foto não tem galardões
julia

julia

olhares.com/loengo
a cidade será sempre benguela......,
(...) uma mão de luz, avança ....
peniche (humano desconhecido)

(…)

Depois, um dia, no escuro, abrimos os olhos e adivinhamos uma espécie de limo húmido escorregando pelas paredes do quarto.
Sonhámos com uma mulher, mas de nada nos serviu.
Agora, no escuro, os objectos iluminam-se por dentro, tornando clara a nossa solidão.
Pomo-nos a nomeá-los, a colocá-los onde a mulher – no meio do sonho – os tinha colocado. Apercebemo-nos que é um trabalho inútil. Apenas nos é possível aprisioná-los sobre uma superfície branca.
Assustam-nos, estas ruínas de histórias.
E da treva ergue-se uma mão de luz, avança, e dum gesto irrompe aquilo que não sabemos ainda nomear.

(…)


al berto
o anjo mudo
« a casa desabitada»
(pag. 72 – ed. assírio & alvim)

Ao som de «Adam Baldych & Helge Lien / London Jazz Festival – Hallelujah»
https://www.youtube.com/watch?v=hfTb6pAaFIE


Tag’s: peniche,p&b canon,al berto,júlia
comentários
foto autor

julia

olhares.com/loengo
a cidade será sempre benguela......,
galardões
Esta foto não tem galardões

julia

julia

olhares.com/loengo
a cidade será sempre benguela......,
Máquina: Canon
Modelo: Canon EOS 600D
Exposição: 1/1250
Abertura: f/4.5
ISO: 100
Distância Focal: 84/1
Software: PaintShop Pro 21,00

julia

julia

olhares.com/loengo
a cidade será sempre benguela......,
favorita de (40)